Como tudo começou

14/04/08

ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO, UNS, SIM...OUTROS NÃO!




Estamos já com o tempo bastante ameno e não tarda que comecem os preparativos de férias. Se este é um tempo de satisfação para muitos dos humanos já não direi o mesmo para alguns animais que vêem é chegada a hora de, sem culpa formada nem castigo que tenham merecido, se verem abandonados em qualquer sítio longe de casa, entregues a um destino incerto. Quanto mais longe melhor, para nem sequer lhes dar possibilidade de, por os seus próprios meios, regressarem ao local que “supunham” ser o seu lar.

Muito já se tem falado sobre isto, mas nunca é demais lembrar e apelar para que haja bom senso e sobretudo humanidade de sentimentos para que tal hábito seja de todo abolido, pelos que, se auto denominam racionais.

Mas, já que estou dentro deste assunto não resisto a contar-vos o que me parece ser uma história de sucesso para dois amigos de quatro patas, de suas graças "Sting" e "Zara".

Há cerca de dois meses e meio, algures, numa localidade alentejana, uma cadela deu à luz uma ninhada de sete cachorritos. Talvez ela ainda nem sequer tivesse tido tempo de ver a cor dos seus olhos, ou, até de os amamentar, logo mão humana (melhor dizendo, desumana) agarrou neles e foi colocá-los num local de lixo.

Calhou alguém os ver, compadecer-se do triste destino e recolhê-los. E, nestas coisas, a informática tem sido bem aproveitada, embora, claro, não por iniciativa dos próprios, pois ainda ninguém se lembrou de testar as capacidades dos bichinhos a enviar mensagens!

Todos os dias nos nossos PCs surgem apelos de adopção, para animais abandonados, com uma linguagem que tenta ser o mais convincente possível. E, foi o que aconteceu uma vez mais. Alguém recebeu uma mensagem onde deparou com sete pares de olhos onde luzia o pedido que todos adivinham já. O termo ”luzir” é mesmo o mais adequado porque os cachorros são todos pretos!

Sei que se gerou uma luta interior entre o sim e o não, a ponto de ter sido mesmo apagada a dita foto. Mas, pouco depois a foto recuperou-se e formalizou-se a candidatura à adopção de um. A consciência acalmou-se e, no sábado passado vá de rumar ao Alentejo para recolher “a encomenda”.

Diz-se porém que o homem põe e Deus dispõe e, neste caso, a ajudá-LO houve ainda alguma Fada Madrinha dos Canitos. É que, quando estavam já de regresso com “um” no colo, o coração bateu mais forte, e deram outra meia volta… para recolher mais “uma”… Aqui entre nós, palpita-me, que se houvesse lá em casa lugar para todos teriam vindo mesmo os sete "alentejanos"!

M.A.

10 comentários:

Fatima disse...

Amélia este casal entrou de certeza numa família que os estimará toda a vida.
É lamentável como diz que muitos donos abandonem os seus animais.
Na minha opinião é um acto deplorável!

M.A.R. disse...

Que estes serão estimados não tenho a mínima dúvida.
Em relação à segunda parte do seu comentário, devo dizer-lhe que a minha indignação por esta prática é que me levou a escrever o apontamento.A história dos Sting e Zara aparece apenas para mostrar que não devemos descrer de todos os humanos, afinal...

Isabel Magalhães disse...

Valha-nos o consolo das histórias de sucesso dos que encontram uma família, e escrevo 'família' sem qualquer pudor pois aceitar um animal, ou dois, ou vários, é aceitá-lo como família, é fazer o sagrado compromisso de o tratar, respeitar, alimentar, cuidar, até que... ou até que tenha que ser tomada a difícil, dolorosa e derradeira decisão de o libertar do sofrimento.

Aqui ficam as boas-vindas ao 'Sting' e à 'Zara' e votos de muita paciência ao 'NOBEL', o patriarca da 'cãozoada'.

Um grande BEM HAJA à família que os adoptou.

"diogo cão" disse...

Tiveram sorte por serem cachorros. Os 'seniors', os doentes, os estropiados que enchem as Associações de Protecção não têm tanta sorte.

Parabéns aos 'meninos' e à Família que os acolheu.

"Piccolina" disse...

Se o "Diogo Cão" disse... eu subscrevo.

Parabéns à Família alargada.

Anónimo disse...

A família alargada agradece os votos de felicidade para os bebés, mas a real felicidade é nossa, por podermos desfrutar das suas tropelias! Uma palavra de agradecimento à "reporter" pela sensibilidade e carinho do "post"... Aqui entre nós, palpita-me que, se houvesse condições, os outros 5 bebés iam morar para Algés!!

Anónimo disse...

Todos nós podemos ajudar mesmo que não tenhamos condições para acolher os bebés, ou os "séniors", ou os estropiados... Em http://www.sosdosanimaisdemoura.com/ podem ser formalizadas "adopções à distância". Um BEM-HAJA a quem tanto se dedica a associações como a SOS Animais de Moura!

M.A.R. disse...

Dizia eu que ninguém se lembrara aínda de pôr os canitos a utilizar os PCs e estava redondamente enganada! Veja-se o exemplo do "Diogo Cão" e da "Piccolina". Como lá diz o ditado "Só me falta ver agora um burro a voar!"
Uma vez que os "Sting" e "Zara" ainda não têm idade para aprenderem a teclar,(mais tarde vão para a escola da Isabel!) a sua dona veio falar por eles.Nada tem que agradecer "à reporter" quanto ao post. Estarei atenta "aos próximos capítulos" para informar também os leitores.É uma verdade também que os pequeninos têm mais probabilidades de encontrar dono...

Anónimo disse...

Francisca
Ainda bem que a Zara e o Sting encontraram uma "Família". Pelo menos estes dois cachorros vão ser felizes. Os cães que tenho acolhido, foram todos abandonados pelos donos. Tenho a experiência da sua gratidão. A irracionalidade vem mais dos humanos. Felicidades para a Família de acolhimento e que desfrutem bem os momentos de prazer que estes bichinhos lhes vão proporcionar. Amélia, obrigada por nos mostrar este "post".

Isabel Magalhães disse...

Secundando o/a anónimo/a [15 de Abril de 2008 8:14] todos podemos ajudar, com uma quota, um donativo, um apadrinhamento, a oferta de uma saca de ração, material de primeiros socorros, um cobertor, e até apenas com a divulgação das associações de protecção que felizmente há espalhadas um pouco pelo país.

Eu divulgo e apoio a 'APCA' e os 'Errantes da Beoura' e tenho em casa, além do 'Diogo Cão' que criei de bebé a 'Piccolina' que era vítima de abandono e está comigo há 5 anos.

Todos não somos demais.

www.oblogdodiogocao.blogspot.com

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização