Como tudo começou

29/06/11

Sol doirado

Numa tarde limpida e serena
mesmo já ao entardecer
o Sol tudo doirou
ai... vocês haviam de ver!!!



O que era branco ficou oiro
o que era verde também
grande riqueza este Sol
felizes os que o têm...


Parecia um conto de fadas
a paisagem à minha volta
oiro aqui, oiro acolá
tanta fortuna à solta!

Fotos e poema
fc

27/06/11

Podia ser....um eclipse? Não......

foto minha

É uma imagem recolhida na iniciativa "Marginal à noite".

Uma oportunidade única de ver a pé a bonita marginal de Lisboa/Oeiras/Cascais...


fc

25/06/11

HISTÓRIA DE TARGET

Target




Se olhou para a foto acima adivinhou já que me estarei a referir a mais um “quatro patas”. Não se enganou.
Vi hoje de manhã um programa de Oprah Winfrey onde se falou de Target. Direi desde já,que este episódio que irei contar teve o seu desfecho em 2010 mas, na altura, passou-me despercebido. Ora, como acredito que o mesmo se possa ter dado com outras pessoas, pensei que seria interessante revivê-lo aqui.
O sargento Terry Young, um médico norte americano, foi enviado para Dand aw Patan, no Afeganistão, em missão militar, em Julho de 2009 e aí esteve até Março de 2010.
Durante esta permanência foram adoptados, naquele aquartelamento, três cães vadios, logo baptizados com os nomes de Target, Sasha e Rufus. “Assentaram praça” e, ao que parece, não se deram mal e… por lá se foram conservando, prova de que sentiam bem tratados.
Uma noite introduziu-se no quartel um homem-bomba, transportando consigo 25 lbs. de explosivos e, o seu intuito seria fazer ir pelos ares uma caserna onde dormiam 50 soldados americanos. Ele conseguiu passar os sistemas de segurança montados pelos militares mas o que não contava é que “os três recrutas de quatro patas” se mantinham vigilantes. Foi interceptado por eles que o enfrentaram, ladrando furiosamente, alertando assim a guarnição. O intruso, em desespero, decidiu então fazer-se explodir nessa mesma altura o que, para além da sua, provocou também a morte de Sasha, deixando, ainda, gravemente feridos Target e Rufus.


Estes, depois de devidamente tratados, continuaram no aquartelamento, agora já com honras de heróis, claro está!
Regressado a Phoenix, no Arizona, o Sargento Young, numa entrevista, contou o episódio, mostrando o seu desgosto por ter deixado aqueles dois amigos caninos no Afeganistão. Isto, fez gerar um movimento de solidariedade entre familiares de militares que conseguiram a vinda para os USA destes e de mais cinco outros cães, quem sabe se com feitos semelhantes.


Assim, em fins de Julho de 2010, Target e Rufus desembarcaram na América. Rufus foi entregue a um soldado morador na Geórgia e Target foi viver em casa da familia Young, logo se tornando estrela em vários programas de rádio e TV e jornais. Foi justamente pela sua ida ao programa de Oprah que eu tomei conhecimento desta história, vendo também o vídeo onde o seu dono descreve, e se emociona com a recordação, todo o episódio que relatei atrás. Pode também ter essa oportunidade clicando aqui
Mas, os finais destas histórias, nem sempre são totalmente felizes…
Pouco depois da ida ao programa de Oprah, Target escapou-se do quintal dos Young e acabou por ser apanhada pelas brigadas de recolha de animais vadios, ficando depositada num abrigo lá da zona. Quando deu pela falta, o dono desencadeou esforços para a localizar, vindo a consegui-lo. Mesmo pelo computador pagou a multa para recuperar a cadela mas, porque isto se passava numa 6ª. feira e ele, por uma lamentável confusão, supunha que o abrigo durante o fim de semana estaria fechado, só na 2ª feira de manhã se apresentou a resgatar o animal. Foi nessa altura informado que, também por um erro na informação interna dos serviços administrativos do abrigo de animais, de que a taxa estava paga, Target tinha já sido abatida.
Adivinha-se o desgosto de Terry Young!
Mas, o que sem dúvida, ficará eterno será o agradecimento dos homens que após aquela noite, continuaram vivos graças ao comportamento e abnegação daqueles três animais.
M.A.

23/06/11

LISBOA SEMPRE

«O Mar»- Maria Keil - Av Infante Santo - Lx.





Lisboa é um tema que nunca se esgota e, tal como nós, portugueses, gostamos desta cidade, também muitos estrangeiros se têm encantado com ela. Uma prova são as fotos que compõem este vídeo, feitas por diversos nomes de nacionalidades diferentes e reunidas, em seguida, por um japonês.






video




A escolha da música de fundo também é bastante feliz. Tchaikovsky aparece numa inspiração ao mais alto nível. Deixo-vos pois, leitores desfrutando de uns minutos deliciosos.


M.A.

21/06/11

LAMEGO


Hoje estou a desafiar os leitores a meterem pés ao caminho, em direcção ao Norte do país, mais propriamente até ao distrito de Viseu. O nosso destino é a monumental cidade de Lamego, para onde, um belo dia, eu fui viver, durante um ano, quando ainda jovem recém-casada e de cuja gente guardo muito gratas recordações.
Não vou demorar-me a descrever em pormenor esta cidade. Se acaso estiverdes interessados em conhecer os dados, geográficos, históricos etc. de Lamego, apenas tereis que clicar aqui.




video



Irei, sim, deixar-vos com este vídeo que é composto por magníficas imagens da cidade e arredores e que, certamente, vos irá criar apetência para um dia irdes até lá fazer umas férias.
Desejo que esta reportagem fotográfica seja do vosso agrado.


M.A



19/06/11

PISTOLAS INVULGARES



Leitores:

Atrevo-me a dizer que o tema do post de hoje me parece ser um dos mais interessantes que me chegaram às mãos e que, creio bem, irá prender a atenção de quem nos visite.


Não que as armas de fogo sejam assunto do meu particular interesse mas sim porque alguns dos exemplares apresentados neste vídeo são tão engenhosos e concebidos com uma tal arte e tão grande imaginação que me parece impossível deixar de os admirar.


O Palácio de Vila Viçosa tem, em exposição, uma excelente colecção de armas que pertenceu à família Bragança e, em algumas viagens fora do país, também tive ocasião de ver umas tantas colecções do género. Porém, tanto quanto a memória me ajuda, nunca vi pistolas tão curiosas como as que aparecem no vídeo que vos trago.


video



O texto está em espanhol mas penso que não será difícil compreendê-lo
Oxalá tenham gostado também daquilo que viram.


M.A.

17/06/11

VELHARIAS



Leitores:

Uma vez mais estou a convidar-vos para uma viagem ao baú das recordações. Eis uma colecção de imagens que fará recuar no tempo, todos aqueles que, neste momento, são os menos jovens e, quem sabe, lhes despertará mesmo algum sorriso.
Para os mais novos, alguns destes objectos poderão até, ser desconhecidos.



video



Este vídeo chegou num e-mail e decidi logo partilhá-lo convosco. Creio que vos proporcionarei uns instantes divertidos.
Até breve. M.A.

16/06/11

O futuro faz-se hoje, com as histórias de ontem, perspectivando o futuro....

Teve lugar no dia 04 de Junho de 2011 no Salão Nobre da Sociedade, um almoço que juntou 69 convivas de várias gerações de construtores do Basquetebol da Sociedade e, como tal, da própria Colectividade.

Contudo, não foi ‘um convívio do passado’. Mas sim um convívio do presente!

Os convivas e muitos outros que não puderam estar presentes, alguns porque infelizmente já não estão entre nós, também ajudaram a construir aquilo que é o presente da Sociedade!

Mesmo que muitos daqueles que agora dão vida à Colectividade não saibam ou não se lembrem, estiveram neste encontro anteriores atletas, treinadores, seccionistas e membros dos corpos sociais da Sociedade (Direcção, Conselho Fiscal, por exemplo), alguns dos quais participaram empenhadamente em mais de uma destas funções! Daí a convicção dos participantes de também serem responsáveis pelo momento presente da Colectividade!

Foi um agradável reencontro, numa bonita confraternização.

Prometeram voltar em 2012!

Nota: SimecqCultura agradece ao Orlando da Ponte e ao Carlos Minez, não só a organização deste evento como o texto e foto aqui publicadas.
Bem hajam!

15/06/11

Flutuar nas nuvens

Quem disse que um pequeno iate não pode navegar sem água?????


foto minha


fc

13/06/11

FERNANDO PESSOA E MARIA BETHÂNIA




Convidamos os nossos leitores a ouvirem «Sonhar», do nosso Fernando Pessoa na voz expressiva de Maria Bethânia e ainda com uma mãozinha do Chico Buarque da Holanda.


video



A sequência de imagens que acompanham o poema é magnífica.

Deixem-se pois, sonhar por alguns momentos.
M.A.

11/06/11

Despertador soft

video

Despertar ssim até dá gosto.

Obrigada Malay pelo video
fc

09/06/11

DE QUE É FEITO ESTE BONECO?


Algumas vezes, já aqui temos afirmado que, nos artistas, a imaginação não tem limites.
Quantas vezes já fomos surpreendidos com o efeito estupendo, conseguido com a manipulação de um material, banal e insignificante?. Quando falo nisto, imediatamente me acode à memória o contributo que, por exemplo, Joana Vasconcelos tem dado, nesse sentido, nas exposições que apresenta..
Se falamos agora nisto é porque nos apareceu, recentemente, num e-mail, este conjunto de fotografias com o desafio de que descobríssemos que material fora usado na escultura. Temos que confessar que não descobrimos. Foi só a foto final que nos elucidou.






Resolvemos partilhá-las com os nossos leitores, esperando que consigam ser mais perspicazes do que nós fomos.
Divirtam-se e até breve.
M.A.

07/06/11

4 OVOS 4 SEMANAS




Hoje vamos poder seguir com toda a atenção o trabalho de um casal de aves, ao que parece oriundas da América do Norte, na espera do nascimento das suas crias e, depois, a toda a canseira que foi, alimentar aqueles quatro filhotes de bico exageradamente aberto à espera das apetitosas lagartas.
Imaginemos a paciência do fotógrafo que "bisbilhotou", durante tanto tempo, a intimidade desta família, de modo a que todos pudéssemos dar conta do crescimento dos passaritos. Em contrapartida, agora, basta-nos um clique e temos logo perante os nossos olhos esta maravilha da natureza.

Cliquem então aqui e deliciem-se com estas imagens.
Depois…é a lei da vida! Filhos criados e eles lá batem asas, seguindo o seu destino, para outras paragens…
M.A.

05/06/11

13 PASSOS PARA FICAR ZEN




Quando abrimos a TV ou lemos os jornais somos confrontados com notícias que, na maior parte das vezes nos deixam preocupados, aborrecidos e com o moral abatido.
Hoje, acho que os nossos leitores merecem qualquer coisa diferente!
Algo de leve, descontraído, que os deixe com um sorriso nos lábios e, daí, a escolha que fiz do vídeo que acompanha este post.


video



Aproveitando a moda das filosofias orientais, em que estar zen é sinónimo de estar de bem com a vida, como os jovens vulgarmente dizem, “estar numa boa”, eu escolhi, justamente, essa mesma palavra, para título deste post.
Sigam, pois, os sábios conselhos que os nossos bons amigos que aparecem no vídeo vos dão e que, tão bem exemplificam nas fotos.
Divirtam-se com as imagens e façam o possível por seguir estas preciosas normas de vida.
(vídeo chegado num e-mail)
M.A.

03/06/11

JOÃO CARLOS MARTINS E O SEU AMOR PELA MÚSICA





O nome que dá hoje título ao nosso post é o de um brasileiro, nascido em 1940, que aos oito anos começou a aprender piano, aos 13 apresentava-se já internacionalmente e, rapidamente, se tornou num talentoso pianista, sendo considerado o melhor intérprete de Bach, a nível mundial.
Quando tudo lhe parecia sorrir na vida, aos 26 anos, brincando num jogo de futebol, deu uma queda que lhe inutilizou o movimento da mão direita.
Nos anos que se seguiram, com a interrupção do piano e vários tratamentos, ele deu conta que, se não utilizasse o dedo anelar conseguiria tocar apenas com os demais. Em breve estava a marcar concertos, mesmo com as dificuldades que se adivinham e, uma das suas metas era voltar ao Carnegie Hall, o que veio finalmente a conseguir.
Justamente no dia em que reapareceria naquela mítica sala de espectáculos, a fama que o rodeava era já tanta que o trânsito nas imediações do teatro era caótico. O taxista que o transportava explicou que “toda aquela confusão se devia a um gajo que iria tocar no Carnegie Hall”. Então, João Carlos Martins, com um certo humor, elucidou-o que o “tal gajo” era ele próprio, portanto, fizesse os possíveis por o fazer chegar a tempo do concerto!
O êxito foi enorme e dizem que a sala precisou de mais 300 cadeiras extra para fazer face aos pedidos de entradas.
O ritmo dos concertos voltou a ser intenso o que lhe veio a provocar uma doença nas mãos que é devida aos movimentos repetitivos que um pianista executa sobre o teclado. Assim, ele teve que parar, de novo, de tocar piano.
Algum tempo depois, ao sair de um teatro, na Bulgária, é assaltado. Dão-lhe com uma barra de ferro na cabeça, o que lhe provocou um coma de oito meses e, ainda, uma paralisia lateral direita. Mas a música era mais forte que tudo e ele recuperou e retomou os seus concertos.
Dois anos passados nova notícia brutal…os médicos informam-no que é necessário cortar-lhe os nervos da mão direita. Sentença fatal, como se adivinha, para um pianista.

A sua tenacidade leva-o a encetar uma nova carreira exercitando agora a mão esquerda.

Porém o azar ainda não parara e, um tumor surgido na mão esquerda, rouba-lhe o controle da mesma.
Uma vez mais, agora com 64 anos, este homem mostra a fibra de que é feito e começa então uma carreira de maestro.
Forma a Orquestra Bachiana Jovem , depois a Bachiana Filarmónica as quais, mais tarde se fundem numa só.
Como não consegue virar as páginas das partituras, nem pegar numa batuta tem que decorar as pautas, vejam só!
Mas, continua extremamente dinâmico e, a par dos inúmeros concertos que continua a reger, alimenta um sonho para o qual trabalha afanosamente.

É o de criar 1 000 orquestras jovens em dez anos. As primeiras 180 irão estrear-se em S. Paulo, já em Janeiro de 2012.

Ele acredita que um Brasil mais musical fará baixar a criminalidade. Oxalá esteja certo!
Ora digam lá, leitores, se não estamos perante um homem com H maiúsculo?
Se quiserem ouvir, ele próprio, relatando o seu percurso de vida façam favor de clicar aqui.
Se tiverem vontade de saber mais e até ouvir alguns excertos da sua música, apenas precisam clicar aqui e também aqui.
Até breve.
(foto, informação e vídeos pesquisados na net”
M.A.

01/06/11

TEIAS DE ARANHAS COBREM ÁRVORES



Acaso já tinham visto uma coisa destas? Eu, confesso que não.
Passou-se na província de Sindh, no Paquistão, em 2010.

Após uma grande inundação ali ocorrida, como as águas demoraram a baixar, milhões de aranhas refugiaram-se nas árvores embrulhando-as, completamente, com as teias que fizeram. Isto trouxe também um certo benefício à população, já que os mosquitos apareceram em menor quantidade e, também, ficavam presos neste emaranhado de fios, fazendo diminuir a malária.






Ao mesmo tempo que os mosquitos serviam de alimento às aranhas, mais saliva elas tinham para fabricar cada vez mais teias.
A população sofria já com as chuvas da monção que deixaram um quinto do país debaixo de água. Este foi, sem dúvida, um fenómeno bem curioso e que veio proporcionar estas belas fotos que mostramos.
(Recebido num e-mail)
M.A.
Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização