Como tudo começou

29/06/12

O PODER INFINITO DA MÚSICA





Os leitores esqueçam, por momentos, a habilidosa publicidade que, sem dúvida, existe neste vídeo que convido a ver e ouvir, clicando aqui e, concentrem-se apenas na magia que, de repente, se cria naquela praça trazida por meia dúzia de músicos e o som dos seus instrumentos.
Bem se diz que a música tem o condão de irmanar as pessoas.
Foi, exactamente, o que aconteceu:
Primeiro, às pessoas presentes parece  estranha, na praça,  a presença de um músico trajando como se numa sala de concerto se encontrasse, segurando um  contrabaixo e de arco na mão tirando alguns sons do instrumento.  Depois uma violoncelista  junta-se ao primeiro músico e, juntos, fazem ouvir mais uns acordes. De todos os lados vão aparecendo mais instrumentos… um fagote, depois  cordas,  metais e percussão e,  num instante, a música de  Beethoven fez-se ali ouvir em toda a sua força e beleza. Os sons do 4º andamento da 9ª Sinfonia,  (a) deste compositor  chamaram a atenção das pessoas; em alguns   rostos nasceram sorrisos e, os que iam chegando ficaram a  ouvir até ao final, não regateando aplausos e mostrando quanto haviam apreciado aquele inesperado mini concerto. As  vozes de grandes e pequenos juntaram-se aos instrumentos comungando todos  deste momento.
Uma vez mais o milagre da música se sentiu naquela praça.

(a)- Herbert von Karajan fez um arranjo deste andamento, também conhecido como “Ode à Alegria”, o qual  passou  a ser o Hino da União Europeia.

…………………………………………………………………………

Nota da autora do post- Quando estou numa sala de espectáculos, nos momentos que antecedem um qualquer concerto e os músicos vão ocupando os seus lugares fazendo o último afinar dos instrumentos  tenho, por hábito, fechar os olhos e  assim aguardar os aplausos que assinalam a entrada do maestro no palco. É como que um momento de recolhimento e até de agradecimento antecipado pelo prazer que irei ter no que se vai seguir. Depois… entra-se num outro mundo que só entende quem gosta mesmo de música…
M.A.

27/06/12

O GUARDA




Com este título apareceu-me recentemente o vídeo que hoje vos mostro e que, penso, será mais um que vos trará um sorriso aos lábios.
video

Os animais não param de nos surpreender como aqui se constata. 
Este cão têm um comportamento que em nada se diferencia do que faria um ser humano. Tudo, nele, parece natural até a desenvoltura com que, depois de fazer a guarda,  salta para o lugar atrás do seu dono para a viagem de regresso.

Acontece que isto  trouxe-me mais uma uma recordação de infância que irei partilhar convosco:
_Aí pelos anos 40/45, o meu pai comprara um Austin em que era costume deslocar-se e, também por essa altura, tínhamos lá em casa um cão, sem raça definida (mas com ‘certo ar’ de terrier conforme podem ver na foto) que fora crescendo com as crianças, eu e dois rapazes mais velhos . O Top, era esse o seu nome, era muito carinhoso connosco mas aguerrido com algum estranho que se aproximasse. Era o nosso companheiro de brincadeiras, mas, quando o meu pai tinha que ir ao Porto e sabia que, por lá teria que estacionar o carro várias vezes, levava consigo o Top pois sabia que não precisaria de fechar a viatura. O cão servia-lhe de guarda e nunca nada de anormal aconteceu.

Claro que isto eram tempos  de menor circulação na cidade, menos restrições de estacionamento e menos amigos do alheio, por certo!  Mas, a verdade é que este canito dentro do carro soube sempre impor a sua autoridade.
E pronto, aqui ficou mais uma  recordação de criança que este vídeo me trouxe à memória.
M.A.

25/06/12

MEDINDO AS RIQUEZAS DO SER HUMANO




«Tenho a intenção de processar a revista "Fortune", porque fui vítima de uma
 omissão inexplicável. Ela publicou uma lista dos homens mais ricos do mundo,
 e nesta lista eu não apareço. Aparecem: o sultão de Brunei, os herdeiros de
 Sam Walton e Mori Takichiro. Incluem personalidades como a rainha Elizabeth
 da Inglaterra, Niarkos Stavros, e os mexicanos Carlos Slim e Emilio
 Azcarraga.
 Mas eu não sou mencionado na revista.
 E eu sou um homem rico, imensamente rico. Como não? Vou mostrar a vocês:
 Eu tenho vida, que eu recebi não sei porquê, e saúde, que conservo não sei
 como.
 Eu tenho uma família, esposa adorável, que ao me entregar sua vida me deu o
 melhor para a minha; filhos maravilhosos, dos quais só recebi felicidades; e
 netos com os quais pratico uma nova e boa paternidade.
 Eu tenho irmãos que são como meus amigos, e amigos que são como meus irmãos.
 Tenho pessoas que sinceramente me amam, apesar dos meus defeitos, e a quem
 amo apesar dos meus defeitos.
 Tenho quatro leitores a cada dia para agradecer-lhes porque eles lêem o que
 eu mal escrevo.
 Eu tenho uma casa, e nela muitos livros (minha esposa iria dizer que tenho
 muitos livros e entre eles uma casa).
 Eu tenho um pouco do mundo na forma de um jardim, que todo ano me dá maçãs e
 que iria reduzir ainda mais a presença de Adão e Eva no Paraíso.
 Eu tenho um cachorro que não vai dormir até que eu chegue, e que me recebe
 como se eu fosse o dono dos céus e da terra.
 Eu tenho olhos que vêem e ouvidos para ouvir, pés para andar e mãos que
 acariciam; cérebro que pensa coisas que já ocorreram a outros, mas que para
 mim não haviam ocorrido nunca.
 Eu sou a herança comum dos homens: alegrias para apreciá-las e compaixão
- para irmanar-me aos irmãos que estão sofrendo.> E eu tenho fé em Deus que vale para mim amor infinito.
 Pode haver riquezas maiores do que a minha?

 Porquê, então, a revista "Fortune" não me colocou na lista dos homens mais
 ricos do planeta? "
 E você, como se considera? Rico ou pobre?
 Há pessoas pobres, mas tão pobres, que a única coisa que possuem é …
 dinheiro!»
Armando Fuentes  Aguirre (Catón)

 .........................................................................................

 O que vos trouxe hoje foi um fabuloso texto do escritor mexicano Armando Fuentes Aguirre (Catón) que achei interessante partilhar com os nossos leitores. Para quem não conheça ou não se lembre de quem estamos a falar, convido a que cliquem aqui para obterem a respectiva informação.
Espero ter ido ao encontro do vosso gosto.
M.A.

23/06/12

O EXAME DE MEDICINA DO VASCO




Para os “da velha guarda” aqui fica hoje um excerto do filme português “A Canção de Lisboa”. Foi um filme realizado por Cottinelli Telmo,  na Tobis, em 1933 e segundo se diz o primeiro, sonoro, a ser feito em Portugal.
Começa com o exame  de medicina onde é citado o célebre “esternocleidomastoideu”, lembram-se? O humor surgia de coisas tão simples quanto estas!
Ao clicarem aqui poderão rever velhos rostos do cinema português, de gente já desaparecida: Vasco Santana, Beatriz Costa, António Silva, Teresa Gomes, Santos Carvalho e tantos outros que agora não me ocorrem…
M.A.

21/06/12

A ESPANTOSA SABEDORIA INFANTIL




-"Se gostavas de ter um cão, começa por pedir um cavalo." Luís - 13 anos
-Nunca te metas com uma miúda que já te bateu uma vez." Pedro - 9 anos
-"Se a tua mãe esteve a discutir com o teu pai, não a deixes pentear-te."Sara 12 anos
-"Se quiseres dar banho a um gato, prepara-te para tomares um também." João - 10 anos
-"Nunca se deve confiar num cão para guardar a nossa comida." Gonçalo- 11 anos
-"Nunca entre numa corrida com os atacadores desapertados." André -12 anos
-"Quantos mais erros faço mais esperta fico." Inês - 8 anos
-"Há muitas coisas que a gente sabe e que as notas não dizem." Rita -10 anos
-"Quando as coisas estão escritas em letras pequenas é porque são importantes." Diogo - 10 anos
-"Ainda bem que não temos tudo o que desejamos." Filipa - 12 anos

BEIJAR

-"Nunca devemos beijar uma rapariga a não ser que tenhamos dinheiro suficiente para lhe comprar um anel e um vídeo, para que ela possa mostrar o vídeo do casamento a todos os amigos dela." João - 10 anos
-"Eu não gosto de beijar ninguém porque me costumam babar a cara." Joana - 5 anos
-"Só vou beijar uma pessoa quando essa pessoa for rica" Paula - 7 anos
-"Se for a mamã, podemos beijar sempre que nos apetecer. Se for uma pessoa nova devemos, primeiro, perguntar se podemos." Rogério - 6 anos
-"Aprende-se a beijar vendo os filmes da televisão." Carina - 9 anos
-" Aprende-se a beijar treinando com a Barbie e o Ken." Júlia - 7 anos
-"Aprende-se no momento em que for preciso, porque vamos querer dar o nosso melhor." Diogo - 7 anos

ATRACÇÃO FATAL

"Não sei. Acho que é por causa do cheiro das pessoas. Por isso é que os perfumes e os desodorizantes são tão populares." João - 9 anos
-"Primeiro temos que ser atingidos por uma seta. Depois, deixa de ser uma experiência dolorosa." Helena - 8 anos
-"Se uma pessoa tiver sardas, ela vai sentir-se atraída por outra que também tenha sardas." André - 6 anos

A IDADE CERTA PARA CASAR

-" Aos oitenta e quatro anos, porque nesta idade já não precisamos de trabalhar e podemos passar o dia inteiro a namorar com a outra pessoa."Júlia - 8 anos
-"Eu vou-me casar assim que sair do infantário." Tomás - 5 anos

SOLTEIRO OU CASADO ?

-"As raparigas devem ficar solteiras. Os rapazes devem casar-se para terem alguém que lhes limpe a roupa e lhes faça a comida." Catarina - 9 anos
-"Fico com dor de cabeça só de pensar nesse assunto. Sou muito pequena para pensar nesses problemas." Lina - 9 anos
-"Uma das pessoas deve saber preencher um cheque. Mesmo que haja muito amor, é sempre necessário pagar as contas." Eva - 8 anos

MANTER UMA RELAÇÃO

"Passar a maior parte do tempo a namorar em vez de irmos trabalhar." Tomás -7 anos

-"Não esquecer o nome da namorada. Isso estragava tudo! " Ricardo - 8 anos
-"Pôr o lixo lá fora todos os dias." Guilherme - 5 anos
-"Nunca dizer a uma pessoa que se gosta dele se não for verdade." Pedro - 9 anos

BELEZA

-"Não tem a ver com sermos bonitos ou não. Eu sou bonito e ainda não encontrei ninguém para casar comigo." Ricardo - 7 anos

TÁCTICAS INFALÍVEIS

-"Diz a toda a gente o quanto gostas dele. E não te importes se os pais dela estiverem ao pé." Manuel - 8 anos
-"Levá-la a comer batatas fritas costuma funcionar." Bernardo - 9 anos
-"Eu gosto de hambúrgueres e também gosto de ti." Luís - 6 anos
-"Abanamos as ancas e rezamos para que tudo corra pelo melhor." Carla- 9 anos

AMOR

-"O amor é a melhor coisa que existe no mundo. Mas o futebol ainda é melhor!"Guilherme - 8 anos
-"Sou a favor do amor, desde que ele não aconteça quando estão a dar desenhos animados." Ana - 6 anos
-"O amor encontramos mesmo quando nós tentamos nos esconder dele. Eu fujo dele desde os 5 anos mas as raparigas conseguem sempre encontrar-me." Nuno -8 anos
-"O amor é a loucura. Mas quero experimentar um dia." Fábio - 9 anos
M.A.


19/06/12

JOANA VASCONCELOS EM VERSAILLES




A partir de hoje, 19 de Junho e até 30 de Setembro, Joana Vasconcelos apresenta uma exposição dos seus trabalhos, em França, mais propriamente  nos salões do palácio que tem o mesmo nome da localidade onde se situa e que, durante anos, serviu de residência à corte francesa. Quem me lê, se clicar aqui, terá um vídeo relativo ao evento.

Joana Vasconcelos tem já o seu nome firmado como uma das mais criativas artistas plásticas dedicadas à arte contemporânea. A sua imaginação é incomensurável e, não creio que haja alguém que não sinta o impacto de uma enorme surpresa quando está perante qualquer das suas obras. Aqui no blog já lhe dedicamos dois posts:_No  primeiro falamos da sua obra “Varina” e para aceder a ele queira clicar aqui. O segundo, foi sobre a sua 1ª Exposição Antológica, denominada “Sem rede” e que esteve no Centro Cultural de Belém, em 2010. Se clicar aqui poderá vê-lo também.

Hoje temos o gosto de a ver dedicar , segundo palavras suas, às mulheres portuguesas as 17 obras que expõe, no Palácio de Versailles.
Quanto ao número, fica-me uma dúvida pois, segundo percebi, a obra intitulada “A Noiva” teria sido vetada de aparecer na exposição. Desconheço ainda a explicação para tal facto , pois a artista limitou-se a expressar o seu desgosto pelo impedimento não entrando em mais pormenores. Para quem desconheça, trata-se de um lustre, com perto de 5 metros de altura, executado com 40 000  tampões  de higiene feminina. Os leitores podem vê-lo nas fotos que fiz, na  exposição do C.C.B, que menciono atrás.

Parabéns, Joana,  por  ser a primeira mulher e também a mais nova artista a expor nestes salões.
Obrigada, também, Joana  por, ter decidido oferecer esta  sua mostra como homenagem às mulheres de Portugal.
M.A.

17/06/12

OS REIS DOS BARALHOS DE CARTAS




Certamente que todos nós já vimos um baralho de cartas de jogar onde, em cada naipe existe um rei. Mas o que nem todos saberão é que cada um desses quatro reis tem conotação, pelo menos através da lenda, com outras tantas  figuras da história mundial.
Assim:

-O Rei de Espadas diz-se que será David, rei hebreu, cuja vida é pouco conhecida fora das narrativas bíblicas, de precisão histórica duvidosa, que o apontam como reunificador de Israel.
-O Rei de Paus diz-se que será Carlos Magno, rei Franco, que consolidou um Império com nível de centralização e prosperidade nunca alcançado por qualquer reino da Alta Idade Média da Euro
-O Rei de Copas, diz-se que será Alexandre, o Grande, rei da Macedónia e líder da espectacular expansão grega pelo Oriente, notadamente pelo Império Persa.
-O Rei de Ouros, diz-se que será Júlio César, general e ditador romano, assassinado em 44 AC , por membros do senado

Esta informação foi colhida na Wikipédia mas, aqui fica, para os nossos leitores, apenas como curiosidade.

M. A.

15/06/12

LIÇÃO DE NATAÇÃO DE UMA CRIA DE LONTRA





Desta vez convido, em especial, todas as crianças familiares dos nossos leitores para assistirem a esta lição de natação de uma lontra. pequenina.


video
São as mães que se encarregam de, individualmente, ensinar as suas crias.
Quando estas têm cerca de um mês de vida estão já suficientemente crescidas para serem ensinadas mas, nem sempre se mostram receptivas  à experiência. Reparem como a mãe se mostra firme,  como insiste e não deixa que a cria se  lhe escape para a margem.
 Primeiro são ensinadas a flutuarem e, só depois de  ambientadas ao meio aquático, é que aprendem a mergulhar e a nadar  debaixo de água.
Após a lição, a mãe ajuda-as a secarem-se  e a recolherem ambas à sua toca para uma repousante sesta.
Dentro de pouco tempo teremos  esta pequenina lontra transformada numa exímia nadadora como, geralmente, todas elas são!
Penso que também os adultos se irão deliciar com estas imagens de ternura que alguém filmou para que chegassem até nós.
(Vídeo recebido num e-mail)

Nota da autora do post- Como curiosidade, no Oceanário de Lisboa existiram durante anos, o Eusébio e a Amália, um casal de lontras que ficou famoso e conhecido de inúmeros visitantes daquele oceanário. Em 1999, deste casal,  nasceram três crias que vieram a chamar-se: Milénio, Micas e Maré. Em 2011, a lontra Eusébio morreu por doença, mesmo com todos os esforços feitos para a salvar.
 Em Janeiro de 2011, no Aquário de Vancouver, onde estava, o Milénio também morreu. Assim, as únicas lontras marinhas existentes na Europa  são as três do nosso Oceanário: a Amália e as suas filhas Micas e Maré.
M.A.

14/06/12

Exposição de Pintura dos nossos jovens artistas dias 16 e 17 Junho no Salão Nobre da SIMECQ


Apareçam e venham apreciar o talento dos nossos artistas mais jovens!

12/06/12

Histórias com palhaços - 16 Junho 10,30 SIMECQ

É já este Sábado no nosso Salão Nobre.

Reserve a sua entrada!

FC

09/06/12

MAIS UM PASSEIO PELO PORTO DESAPARECIDO



De novo um convite para os nossos leitores calçarem sapatos ligeiros, vestirem roupa leve e confortável e nos acompanharem em mais este passeio pela cidade do Porto.



Será especialmente para partir à descoberta de alguns lugares hoje bastante diferentes do que foram, mas que a guia que fez o acompanhamento do grupo soube fazer reviver descrevendo vários factos ligados à sua história.


Queiram clicar aqui, leitores e espero que apreciem estas imagens tal como aconteceu com a autora do post.


Até breve, com outro assunto.


M.A.







07/06/12

OS ANJOS QUE ANDAM POR AÍ...





Neste mundo “tão virado do avesso” e tão materialista, felizmente que ainda há gestos que traduzem simplesmente solidariedade, amor e gratidão entre dois seres humanos.


Antes de entrar, propriamente, no episódio que quero contar-vos, começarei por referir a Associação denominada Coração Amarelo que, para quem não saiba, é um voluntariado junto de pessoas, com ou sem necessidades materiais mas, sobretudo, sós e /ou dependentes. Em especial pessoas idosas.


Ora, neste grupo, como voluntária, encontra-se F. uma das amigas que mais considero. Pessoa de trato simples, com um sorriso constante no rosto, discreta, mas transbordando qualidades humanas, as quais sempre foi repartindo com quem delas precisasse, fosse a família , os amigos, às vezes, até apenas conhecidos. Depois de uma vida profissional bastante activa, com a chegada da reforma, passou a dedicar uma parte do seu tempo. a esta Associação.


E foi nesta missão de bem fazer que, em dado momento, tomou sob a sua atenção e cuidados M, uma senhora. que nos seus bons tempos, fora alguém ligado às artes e que pelas limitações da idade passara a viver numa casa de repouso. Mantinha, contudo, uma vivacidade de espírito capaz de fazer inveja a gente bem mais nova. Criou-se a convivência e nasceu, entre as duas, uma enorme empatia.


Fui acompanhando esta relação de amizade e, se num dia F. ia levar a amiga a uma exposição, ou a um concerto, noutro podiam, por exemplo, ir fazer alguma compra, ou visitar a sua casa antiga.
A propósito, foi justamente pela mão da minha amiga F. que, já na casa dos oitenta anos, M, entrou pela primeira vez , num grande supermercado, ficando estupefacta perante a quantidade e variedade dos artigos expostos. Uma das descobertas que fez e logo comprou foi o bolo de caco, da Ilha da Madeira, o qual, segundo confessou, era uma das guloseimas da sua predilecção! Trazia consigo hábitos de fazer as compras numa pequena mercearia do bairro antigo onde morara e, de repente, deparou com um mundo totalmente diferente.


Agora, os noventa e muitos anos que M. conta, arrastaram consigo algumas maleitas. E, também, pela inevitável lei da vida, cada vez mais próximo estará o dia em que venha a fazer a tal viajem que não tem retorno…
Quem sabe se M. terá tido pensamentos semelhantes pois, recentemente, ao ver chegar F. tinha para lhe oferecer uma folha de papel, com uma aguarela, onde aparecem duas figuras. Uma delas, a que está colocada num plano superior é uma figura alada e parece estar em atitude de protecção à outra:


_”É para si" - disse M.. "Esta, será a minha última aguarela. A figura que está em baixo sou eu e a que está na parte superior é a F. que foi um anjo que apareceu na minha vida!"


E aqui fica, leitores, mais uma história de vida que, há poucos dias me emocionou.
M.A.

05/06/12

O ÚNICO DEFEITO DAS MULHERES







Quando Deus fazia a mulher e já há seis dias consecutivos  trabalhava nela, apareceu um anjo que lhe perguntou:
_Deus, porque estás a perder tanto tempo com essa Criação?
Deus respondeu-lhe:
_Já reparaste quantas especificações tenho para este projecto? Ela tem que ser completamente lavável, mas sem ser de plástico. Tem mais de 200 partes móveis, todas substituíveis e é capaz de sobreviver à base de coca-cola light e restos de comida. Tem um colo onde pode aconchegar quatro crianças ao mesmo tempo. Tem um beijo capaz de curar qualquer coisa, seja um arranhão num joelho ou um coração ferido e faz isso tudo tendo apenas duas mãos?
_Só duas mãos? – perguntou o anjo estupefacto. Isso é impossível, apenas para um modelo normal. É muito trabalho para um dia só. Será melhor acabares por hoje e continuares amanhã.
_Nem pensar interromper esta Criação para mim tão querida. E sabes, ela já é capaz de se curar a si mesma quando fica doente e consegue trabalhar 18 horas por dia.
O anjo aproximou-se e tocou na mulher.
_Mas fizeste-a tão macia e delicada, meu Deus!
_Sim, mas nem por isso menos resistente. Nem tu imaginas o que ela pode fazer e aguentar!
_E será ela capaz de pensar? - perguntou o anjo.
_Não só de pensar como também de negociar e convencer !
O anjo reparou então num pormenor e tocou no rosto da mulher:
_Ups!... parece que existe uma fuga neste modelo. Talvez estejas a trabalhar depressa demais na obra que criaste.
_Isso não é uma fuga…É apenas uma lágrima…
_Lágrima? E para que serve? - inquiriu o anjo.
_A lágrima é um dos seus modos de exprimir alegria, pena, dor, desilusão, amor, solidão, luto, orgulho…
O anjo estava impressionado:
_És um génio, Deus, pensaste em tudo!
E, de facto as mulheres são espantosas.
Têm capacidades surpreendentes.
Carregam fardos e dificuldades mantendo sempre um clima de felicidade , amor e alegria.
Sorriem quando, tantas vezes, desejariam gritar.
Cantam, quando, pelas circunstâncias, antes queriam chorar.
Choram se estão felizes.
Lutam por aquilo em que acreditam e não suportam injustiças.
Não aceitam um “não” se imaginam haver uma solução melhor.
Prescindem de tudo, para tudo dar à família.
Vão com um amigo assustado ao médico.
Amam incondicionalmente.
Choram quando os seus filhos são os melhores e aplaudem quando um amigo ganha um prémio.
Ficam radiantes quando nasce um bebé, ou quando alguém se casa.
Ficam devastadas pela morte de um ente querido mas vão buscar forças para além de todos os limites.
Sabem que um abraço e um beijo aliviam qualquer desgosto.
Existem mulheres de todos os formatos, tamanhos e cores.
Elas conduzem, voam, andam, correm ou… mandam e-mails só para mostrarem que se preocupam contigo
O coração de uma mulher mantém o mundo inteiro a girar
Elas trazem alegria, esperança e amor.
Dão apoio moral não só à família mas aos amigos também.
No entanto, existe também um enorme defeito nas mulheres…
É esquecerem-se constantemente do valor que têm!

(Recebido num e-mail. Autor desconhecido)
M.A.

03/06/12

O CUBO MÁGICO OU CUBO DE RUBIK




Há alguns anos atrás, mais precisamente em 1974 surgiu a novidade deste  quebra cabeças e, de um instante para o outro, ele apareceu nas mãos de pessoas de todas as idades atingindo uma popularidade enorme. Tanta, que nesse mesmo ano foi mesmo considerado na Alemanha o jogo do ano.

video

Pelo que me diz respeito confesso-vos que nunca consegui levar até final a resolução do dito.
Hoje, porém,  o falar no Cubo Mágico é apenas para vos apresentar o vídeo de uma brilhante interpretação da saudosa Ivone Silva, à qual, anos atrás, eu tive a felicidade de assistir, ao vivo,  no teatro e que bastante me divertiu. Achei que tinha actualidade e que os nossos leitores poderiam gostar de ver ou rever.
M.A.
Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização