Como tudo começou

23/04/08

A um amigo de sempre - O LIVRO

Na Antiguidade surge a escrita, por volta de 3200 a.C., anteriormente ao texto e ao livro.
Os primeiros suportes utilizados para a escrita foram tabuletas de argila ou de pedra. A seguir veio o khartés (volumen para os romanos, forma pela qual ficou mais conhecido), que consistia num cilindro de papiro, facilmente transportado. O "volumen" era desenrolado conforme ia sendo lido, e o texto era escrito em colunas na maioria das vezes (e não no sentido do eixo cilíndrico, como se acredita). Algumas vezes um mesmo cilindro continha várias obras, tomo. O comprimento total de um "volumen" era de c. 6 ou 7 metros, e quando enrolado o seu diâmetro chegava a 6 centímetros.
Papiro egípcio

O papiro provém duma planta, que era libertada, livrada (latim libere, livre) do restante da planta - daí surge a palavra liber libri, em latim, e posteriormente livro em Português. Os fragmentos de papiro mais "recentes" são datados do século II a.C..
Aos poucos o papiro é substituído pelo pergaminho, excerto de couro bovino ou de outros animais, o pergaminho tem logo à partida a vantagem de se conservar por mais tempo.

Pergaminho do Codex Leningrad

O nome pergaminho deriva de Pérgamo, cidade da Ásia menor onde teria sido inventado e onde era muito usado. O "volumen" também foi substituído pelo códex, que era uma compilação de páginas, e não um rolo. O códex surgiu entre os gregos como forma de codificar as leis, mas foi aperfeiçoado pelos romanos nos primeiros anos da Era Cristã
Na idade média o livro sofre na Europa, as consequências do excessivo fervor religioso, e passa a ser considerado um objecto de salvação. A característica mais marcante da Idade Média é o surgimento do monges copistas, homens dedicados em período integral a reproduzir as obras, dos escribas egípcios ou dos libraii romanos.


Código Manesse


O livro continua sua evolução com o aparecimento de margens e páginas em branco. Também surge a pontuação no texto, bem como o uso de letras maiúsculas. Também aparecem índices, sumários e resumos, e na categoria de géneros, além do didáctico, aparecem os florilégios (colectâneas de vários autores), os textos auxiliares e os textos eróticos. Progressivamente aparecem livros em língua vernacular, rompendo com o monopólio do latim na literatura. O papel passa a substituir o pergaminho.
Mas a invenção mais importante, já no limite da Idade Média, foi a impressão, no século XIV. Consistia originalmente na gravação em blocos de madeira do conteúdo de cada página do livro; os blocos eram mergulhados em tinta, e o conteúdo transferido para o papel, produzindo várias cópias..
Uma página da Bíblia de Gutenberg (Velho testamento).
Na idade moderna, no Ocidente, em 1455, Johannes Gutenberg inventa a imprensa com tipos móveis reutilizáveis, o primeiro livro impresso nessa técnica foi a Bíblia em latim. Houve certa resistência por parte dos copistas, pois a impressora punha em causa a sua ocupação. Mas com a impressora de tipos móveis, o livro popularizou-se definitivamente, tornando-se mais acessível pela redução enorme dos custos da produção em série.
É nesta época que aparecem livros cada vez mais portáteis, inclusive os livros de bolso nomeadamente o romance, a novela, os almanaques.
Na idade Contemporânea, aparece cada vez mais a informação não-linear, seja por meio dos jornais, seja da enciclopédia.
Enciclopédia

Novos media acabam por influenciar e divergir para novas indústrias, como por exemplo os registos sonoros, a fotografia e o cinema. O acabamento dos livros sofre grandes avanços, surgindo aquilo que conhecemos como edições de luxo.
Nos fins do século XX surgiu o livro electrónico.



E-Book

fc com esta grande ajuda

3 comentários:

M.A.R. disse...

Bem haja por esta pesquisa tão completa, Fátima, e pelas coisas que aqui nos transmitiu. Parabéns.
Mesmo com todas as modernas tecnologias faço votos para o livro (papel) nunca desapareça...

Gi disse...

Muito bem Sô Dona Fátima sou fã tua ;)

Fatima disse...

Amélia e Gi tudo vale a pena pelos livros
Obrigada

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização