Como tudo começou

15/04/08

Uma visita a Tomar

No local da actual Tomar já existiram as cidades romanas de Nabantia e Sellium.

Ponte Romana
Cidade localizada nas margens do rio Nabão (é um rio português afluente do rio Zêzere que passa na cidade de Tomar. Nasce em Ansião da união de várias ribeiras, e a ele junta-se, a cerca de dez quilómetros de Tomar, a nascente do Agroal. O Rio Nabão desagua na margem direita do Rio Zêzere, depois de um percurso de 66km), pertencente ao distrito de Santarém na província do Ribatejo. Foi conquistada ao Mouros por D. Afonso Henriques em 1147 sendo depois doada por este monarca aos Templários em 1159. D Gualdim Pais concedeu-lhe foral em 1162.Com a extinção da Ordem do Templo em 1312 por decisão do Papa João XXII, que queria ver os templários banidos da Europa, foi fundada a Ordem de Militar de Cristo. Devido à necessidade de defender a fronteira algarvia, a sede desta Ordem transferiu-se para Castro Marim; 37 anos depois, voltou a fixar-se em Tomar mais concretamente no seu castelo. Assim Tomar viria a ser o centro originador e principal sustentador da epopeia dos Descobrimentos. O Infante D. Henrique, nomeado pelo Papa como Regedor da Ordem de Cristo, viria a instalar-se no castelo de Tomar.Foi elevada à categoria de cidade em 1844, tendo sido visitada pela Rainha D. Maria II no ano seguinte.Tomar é hoje conhecida não só pelos seus fantásticos monumentos como também pelas suas potencialidades turísticas.
Os seus habitantes são os Tomarenses ou Nabantinos.

Rio Nabão
As fatias de Tomar são uma sobremesa da doçaria tradicional de Tomar. A panela que serve para as cozer só se vende na cidade de Tomar, mas também podem ser feitas numa forma que vede bem.
A referida panela tem um funil que permite juntar água em banho-maria sem ser preciso retirar a forma e, sem parar a cozedura. Diz-se que era a sobremesa favorita dos frades do Convento de Cristo. Para as fazer são precisos muitos ovos, açúcar e água. Aqui vai a receita:

Fatias de Tomar
Ingredientes:
24 gemas de ovos ;
1 kg de açúcar
Confecção:
Separam-se as gemas das claras só na altura só na altura em que se vão bater. Batem-se as gemas durante 1 hora à mão ou 20 minutos na máquina eléctrica.Deita-se a massa numa forma oval com tampo, muito bem untada. Introduz-se a forma em banho-maria, já a ferver, e deixa-se cozer durante 1 hora sem nunca parar a fervura da água.Desenforma-se o bolo e corta-se ás fatias (ao alto, nunca horizontalmente) com a espessura de um dedo.Tem-se já o açúcar ao lume a ferver com 1 litro de água e com um ponto muito baixo (basta 102º C). Introduzem-se as fatias nesta calda, deixando-as ferver e virando-as.Colocam-se as fatias numa travessa e regam-se com a calda. Pode enfeitar-se com fios de ovos.
A calda deve ser constantemente acrescentada com pingos de água para impedir que o ponto suba.Estas fatias também são conhecidas por «fatias da china».
Existem em Tomar umas panelas de folha, engenhoso utensílio, nas quais se introduz a forma oval e abaulada de que acima falamos. As referidas panelas são munidas de uma chaminé pela qual se acrescenta água a ferver de modo a manter durante toda a cozedura a forma mergulhada em água a ferver.
Ao bolo dá-se o nome de pão.
Resta-me recomendar uma visita a este bela Cidade.
fc

8 comentários:

Gi disse...

Cidade que conheço bastante bem;
E TOMAR CAFÉ?

M.A.R. disse...

Devo dizer-vos que sou uma "dona de casa tão prendada" que até tenho uma dessas formas! Pois... mas para vos falar mesmo verdade a dita cuja nunca foi usada. Em minha casa essas fatias tinham o nome de Fatias da China.

Brancamar disse...

Olá,
Hoje vim só dar Boa-noite, cheguei muito tarde ao pc, mas amanhã cá estarei para te dizer como numa visita rápida estou a gostar deste sítio, com História, goluseimas, receitas e tudo...
Beijinhos

M.A.R. disse...

Há uns anos atrás estive lá a assistir à Festa dos Tabuleiros recomendo vivamente que, se puderem, não deixem de o fazer. Ficarão com uma recordação inolvidável, acreditem!

pensamentosametro disse...

Por acaso também conheço bem, ai fatias de Tomar e café? Perguntas tu gi, nas Estrelinhas de Tomar, claro!.


Bjos

Tita

gaia disse...

é uma falha imperdoável, mas apenas fui a tomar em criança e já não guardo memórias... tenho de lá voltar, à séria, um destes dias!

obrigada pela sugestão!

Fatima disse...

Gi Tomar café, porque não?
Amélia, faz favor de experimentar a panela! Quanto ao nome das fatias de Tomar ou da China... o texto já ia longo. Um dia destes volto ao tema!
Quem sabe sobre a Festa dos Tabuleiros.....
Brancamar obrigada pela visita.Volta sempre! Também, gosto muito do teu espaço.
Tita.. café, fatias, estrelinhas...como queiras :)
Gaia então vai até lá. A Raquel tem muito onde brincar, e os papás muito para ver....
Volta sempre!

Anónimo disse...

Francisca
Tomar... Rio Nabão... Café... Fatias de Tomar...E o meu colestrol? Gostei!

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização