Como tudo começou

06/02/09

UMA HISTÓRIA DE GUERRA

(Clique para ampliar)
John Gebhardt no Iraque


Esta é uma dura história de guerra , mas que nos toca o coração...
A esposa de John Gebhardt, Mindy, diz que toda a família desta criança foi executada. Pretendiam também matá-la e ainda a atingiram na cabeça...
Ela foi tratada no Hospital de John; está a recuperar, mas ainda chora e geme muito.
As enfermeiras dizem que John é o único que consegue acalmá-la. John passou 4 noites segurando-a ao colo, nesta cadeira, enquanto os 2 dormiam.
A menina tem vindo a recuperar gradualmente. Ambos já se tornaram verdadeiras "estrelas" da guerra.
John representa o que o mundo ocidental gostaria de fazer.
Se a história vos tocou, divulguem-na também .Todos precisamos de ver que (também) existem estas realidades em que, pessoas como John, marcam a diferença, mesmo que seja só com uma pequenina bebé como esta que dorme nos seus braços.

P.S. - Recebi esta foto e texto num mail e entendi que os deveria trazer ao blog.

M.A.

9 comentários:

pedro oliveira disse...

E fez muito bem.
Realmente uma história que nos faz pensar nestas inocentes crianças.


p.s. 1º encontro da blogosfera Portomosense em que todos podem parcitipar, saber tudo no Vila Forte

Gi disse...

Um encontro com a paz.

M.A. disse...

Gi:
Talvez apenas uma ligeira pausa de paz, neste mundo conturbado.

Famse disse...

Um exemplo comovente de paz, solidariedade e, acima de tudo, humanidade!

Laura disse...

Claro que ainda há seres de amor paz e luz, e que sabem tomar a si os seres que outros não quiseram cuidar e defender... Bonita história e que dará que falar, amanhã..
Eu sou apenas laura ó MA...e daqui a dias lá direi a hora feliz do dia que está a chegar mas ainda demora uns bons dias, até lá capricha na poesia... na escrita, no que for.. Muitos beijinhos da laura e so laura..

Quica disse...

Em primeiro lugar, peço desculpa pela ausência, mas hoje vou-me redimir.
Esta imagem toca a todos os que são pela paz.
As crianças são as principais vitimas deste mundo tão cruel.
Esta teve a sorte, de haver um John no seu caminho. Apareçam mais John's e o mundo será melhor.

Fatima disse...

E por momentos a guerra fica em paz!

EmmaTheias disse...

Sonos doces que nos deixam sem palavras.

M.A. disse...

A todos os que subscreveram os comentários anteriores eu quero agradecer a receptividade deste post.Mesmo aos que não escreveram nada,mas o leram, também lhes fico grata.
Claro, que, felizmente, ainda vão aparecendo, aqui e além «John's»! Mesmo sem a visibilidade que este caso teve, para eles todos, homens e mulheres de paz, aqui fica a minha sincera homenagem. Serão pequenas gotas neste Oceano de grande loucura que nos cerca, mas,até, avaliados só como exemplos, serão sempre bem vindos!
Quando falei à Fátima sobre este post que iria publicar, disse-lhe que,quando me chegou este mail ...ficara com um nó na garganta. Creio que todos vós tereis sentido o mesmo, sinal de que a história vos tocou. Renovo portanto o pedido que deixei no post: DIVULGUEM-NO O MAIS QUE POSSAM!
Bem haja a todos.

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização