Como tudo começou

05/10/09

JASMINE


Em 2003, a policia de Warwckshire, Inglaterra, abriu uma arrecadação num jardim e encontrou ali uma cachorrinha chorosa e encolhida. Ela fora ali fechada e abandonada. Estava suja, desnutrida e claramente maltratada.

A policia levou-a para um abrigo próximo, o Nuneaton Warwickshire Wildlife Sanctuary, dirigido por um homem chamado Geoff Grewcock. Lugar este conhecido como um paraíso para animais abandonados, orfãos ou com outra qualquer necessidade.Geoff e a equipe do Santuário trabalharam com dois objectivos: restaurar a saude do animal, e ganhar a sua confiança. Demorou varias semanas, mas finalmente isso foi conseguido.Chamaram-lhe Jasmine, e começaram a tentar encontrar para ela um lar adoptivo.


Mas Jasmine tinha outras ideias. Ninguém se lembra como começou, mas ela passou a dar as boas vindas a todos animais que chegavam ao Santuário. Não importava se era um cachorrinho, um filhote de raposa, um coelho ou qualquer outro animal perdido ou ferido. Jasmine esgueirava-se para dentro da caixa ou gaiola e os recebia com uma lambidela de boas vindas.

Geoff conta um dos primeiros episódios: " Nós tínhamos dois cachorrinhos que foram abandonados numa linha de caminho de ferro. Um era um mestiço de Lakeland Terrier e o outro um mestiço de Jack Russel Doberman. Eram muito pequenos quando chegaram ao centro e Jasmine aproximou-se e abocanhou um e depois o outro pelo cachaço e colocou-os sobre uma almofada, aconchegando-se a eles e acarinhando-os"


" Mas ela é assim com todos os nossos animais, até com os coelhos. Acalma-os e isto ajuda-os, não só a ficarem mais próximos dela mas também a adaptarem-se ao novo ambiente"
" Já fez o mesmo com filhotes de raposa e de texugos: ela lambe os coelhos e os porcos da Guiné e até os pássaros se empoleiram no seu focinho"Jasmine, a tímida, maltratada, pária abandonada, tornou-se a mãe substituta dos animais do Santuário, um papel para o qual parece ter nascido.

A lista de jovens animais dos quais ela cuidou inclui cinco crias de raposa, quatro de texugo, quinze galinhas, oito porcos da Guiné, dois cachorrinhos e quinze coelhos. E um cervo montês. O pequeno Bramble, encontrado, semi-inconsciente, com 11 semanas de idade. Chegado ao Santuário, Jasmine aconchegou-se a ele para mantê-lo aquecido e assumiu inteiramente o papel de mãe substituta. Jasmine enche Bramble de afeição e não deixa que nada lhe falte.

São inseparáveis", diz Geoff. "Bramble caminha entre suas pernas e acarinham-se... Passeiam juntos pelo Santuário. É um prazer vê-los:"Jasmine continuará cuidando de Bramble até que ele possa voltar para a floresta.
Quando isto acontecer, Jasmine não estará sozinha. Continuará muito ocupada distribuindo amor e carinho ao próximo orfão ou à próxima vitima de abusos e maus tratos.
......................................................................................................
"Haverá sempre, em algum lugar, um cão abandonado,que me impedirá de ser feliz" - Jean Anouilh
No semblante de um animal, que não fala, há um discurso que somente um espírito sábio realmente entende! ( Ghandi )

"A compaixão pelos animais está intimamente ligada a bondade de carácter, e pode ser seguramente afirmado que, quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem." - Arthur Schopenhauer

Ame os animais, ame as plantas, ame tudo. Se você amar tudo, você perceberá o divino mistério em cada ser. Ao perceber isso, você começará a compreender melhor as coisas a cada dia. E você será capaz de amar o mundo todo da mesma forma, um amor sem distinção." (Trecho do livro "Irmãos Karamazov, de Dostoyevski).


(Recebido num email)

M.A.

4 comentários:

elvira carvalho disse...

Também recebi, é uma história cheia de ternura.
Um abraço e uma boa semana

Zé disse...

Temos tanto a aprender com os bichos... Beijoca

Quica disse...

Tanta ternura, é tão bom ver estas imagens.

maria tereza disse...

k ternura!!!como e possivel tratar mal kem tantas liçoes nos da!!!!

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização