Como tudo começou

18/06/10

NÃO DESISTAS


Nesta época, em cada um de nós tem a consciência de que a vida não está fácil que, mais do que nunca, o futuro se apresenta incerto para muita gente, pareceu-nos importante trazer este poema de Mário Benedetti. Em momentos de crise, mais preciso é que os nossos ouvidos escutem palavras de incentivo e de coragem como são as que fazem o título quer do poema, quer do post de hoje.

video


As imagens, espectaculares, mostram-nos cavalos que são, em nosso entender, um dos animais mais bonitos e nobres da criação. Depois, como acompanhamento musical, escutaremos o Adágio do Concerto de Aranjuez que, acreditamos, será igualmente do agrado dos leitores. Desfrutem pois, estes minutos que se seguem!

Mario Benedetti nasceu em 1920 em Tacuarembó, Uruguai. Em 1960, com a publicação de La tregua, alcança reconhecimento internacional, com mais de uma centena de edições traduzidas em 19 idiomas e levada ao cinema, ao teatro, ao rádio e à televisão. Em 1973 teve que abandonar o seu país por razões políticas; viveu na Argentina, em Cuba, no Peru e em Espanha. A sua vasta produção literária abrange todos os géneros, incluindo famosas letras de canções. A poesia de Benedetti renova a linguagem dos sentimentos, diz com uma voz original aquilo que todos sentimos.
Mario Benedetti faleceu aos 88 anos em Montevideo, no dia 18 de Outubro de 2009.

………………………………………………………………...............
(Imagens recebidas num pps e formatadas em vídeo por Fernando)
M.A.

1 comentário:

Quica disse...

O poema, a música e as imagens, "delicioso" citando o meu neto.

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização