Como tudo começou

15/06/12

LIÇÃO DE NATAÇÃO DE UMA CRIA DE LONTRA





Desta vez convido, em especial, todas as crianças familiares dos nossos leitores para assistirem a esta lição de natação de uma lontra. pequenina.


video
São as mães que se encarregam de, individualmente, ensinar as suas crias.
Quando estas têm cerca de um mês de vida estão já suficientemente crescidas para serem ensinadas mas, nem sempre se mostram receptivas  à experiência. Reparem como a mãe se mostra firme,  como insiste e não deixa que a cria se  lhe escape para a margem.
 Primeiro são ensinadas a flutuarem e, só depois de  ambientadas ao meio aquático, é que aprendem a mergulhar e a nadar  debaixo de água.
Após a lição, a mãe ajuda-as a secarem-se  e a recolherem ambas à sua toca para uma repousante sesta.
Dentro de pouco tempo teremos  esta pequenina lontra transformada numa exímia nadadora como, geralmente, todas elas são!
Penso que também os adultos se irão deliciar com estas imagens de ternura que alguém filmou para que chegassem até nós.
(Vídeo recebido num e-mail)

Nota da autora do post- Como curiosidade, no Oceanário de Lisboa existiram durante anos, o Eusébio e a Amália, um casal de lontras que ficou famoso e conhecido de inúmeros visitantes daquele oceanário. Em 1999, deste casal,  nasceram três crias que vieram a chamar-se: Milénio, Micas e Maré. Em 2011, a lontra Eusébio morreu por doença, mesmo com todos os esforços feitos para a salvar.
 Em Janeiro de 2011, no Aquário de Vancouver, onde estava, o Milénio também morreu. Assim, as únicas lontras marinhas existentes na Europa  são as três do nosso Oceanário: a Amália e as suas filhas Micas e Maré.
M.A.

1 comentário:

Quica disse...

É um bicho adorável. Um exemplo de paciência.

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização