Como tudo começou

27/06/12

O GUARDA




Com este título apareceu-me recentemente o vídeo que hoje vos mostro e que, penso, será mais um que vos trará um sorriso aos lábios.
video

Os animais não param de nos surpreender como aqui se constata. 
Este cão têm um comportamento que em nada se diferencia do que faria um ser humano. Tudo, nele, parece natural até a desenvoltura com que, depois de fazer a guarda,  salta para o lugar atrás do seu dono para a viagem de regresso.

Acontece que isto  trouxe-me mais uma uma recordação de infância que irei partilhar convosco:
_Aí pelos anos 40/45, o meu pai comprara um Austin em que era costume deslocar-se e, também por essa altura, tínhamos lá em casa um cão, sem raça definida (mas com ‘certo ar’ de terrier conforme podem ver na foto) que fora crescendo com as crianças, eu e dois rapazes mais velhos . O Top, era esse o seu nome, era muito carinhoso connosco mas aguerrido com algum estranho que se aproximasse. Era o nosso companheiro de brincadeiras, mas, quando o meu pai tinha que ir ao Porto e sabia que, por lá teria que estacionar o carro várias vezes, levava consigo o Top pois sabia que não precisaria de fechar a viatura. O cão servia-lhe de guarda e nunca nada de anormal aconteceu.

Claro que isto eram tempos  de menor circulação na cidade, menos restrições de estacionamento e menos amigos do alheio, por certo!  Mas, a verdade é que este canito dentro do carro soube sempre impor a sua autoridade.
E pronto, aqui ficou mais uma  recordação de criança que este vídeo me trouxe à memória.
M.A.

1 comentário:

Quica disse...

Os cães são os nossos maiores amigos, dão tudo em troca de nada.

O Top era muito engraçado, devia ser muito ternurento.

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização