Como tudo começou

26/08/08

O PULO DO LÔBO

(Clique para ampliar)

No dia 17 de Agosto de 1998 fizemos nós o regresso de Monte Gordo - Algarve - depois de umas férias passadas em família. O percurso era feito pela serra, na E.N. 122 e, depois de um belo almoço com pratos alentejanos, sugeri que desviássemos um pouco para ir conhecer o chamado Pulo do Lôbo, local que ouvira dizer ser bastante bonito. Assim, pouco depois de Mértola cortamos à direita, rumo a Corte Gafo de Cima. Desde já previno que as estradas que terá que percorrer são bastante más mas, espero que isso não o leve a desistir. Vá seguindo as indicações na estrada de alcatrão e, a certa altura, vai ver-se numa outra, de terra batida, bastante poeirenta, onde o esperam mais cerca de 8 -10 Klm que obrigam a que o carro siga numa marcha ainda mais reduzida. Finalmente chegamos junto do rio e, então, desde este sítio onde ficam os carros é só descer um pouco mais, a pé.

Temos então à nossa frente as cascatas naturais do Pulo do Lôbo do Parque Natural do rio Guadiana, com a água e espuma a serpentearem pelas rochas, caindo de uma altura de cerca de 15 metros, espraiando-se a seguir numa vasta lagoa. Julgo que o nome dado ao local se deverá ao facto de, por o Guadiana, em certa zona, ter uma largura mais reduzida, ter servido de passagem a gente que vivia do contrabando. Rochas…água…pouca vegetação… todo aquele conjunto é de uma beleza agreste, que nos deixa realmente sem palavras. É a Natureza em toda a sua força pura!
Melhor do que tudo que eu saiba aqui dizer melhor será o leitor, um dia, experimentar lá ir também.
Por mim, concluí que valeu a pena o sacrifício do percurso para usufruir daquele espectáculo. Por outro lado penso, que toda a dificuldade para lá chegar, será o que afinal vai preservando toda aquela paisagem. Se os acessos até lá fossem outros, quem sabe se até já por ali haveria algum snack bar instalado…
(Fotos feitas nesta mesma visita)
M.A.

6 comentários:

EmmaTheias disse...

PARABÉNS pelas fotos!
Fico com a grande vontade de ir por lá em visita para registar mais imagens, pelo que vi... é um local riquíssimo para mim.
Obrigada pela dica.

M.A. disse...

Emmatheias:
Nada tem que agradecer.
Se este apontamento lhe despertou vontade de lá ir, foi óptimo, uma vez que é esse precisamente o nosso intuíto!
Quanto às fotos... são de uma amadora. Tenho a certeza que virá de lá com outras bem melhores do que estas.
Nós é que ficamos gratas pelas suas palavras. Mande sempre.

elvira carvalho disse...

Muito bonitas as fotos. E muito bonito o sítio. Obrigada pela partilha.
Um abraço

M.A. disse...

Elvira Carvalho:
Penso ser a primeira vez (perdoe se estou errada) que vem comentar no blog da Simecq e, portanto, é com todo o gosto que lhe damos as Boas Vindas. Ainda bem que o post lhe agradou.Esperemos que outros lhe mereçam idêntico interesse. Volte a visitar-nos e deixe-nos sempre que possa o seu comentário. Bem haja.

clotilde disse...

Eu já fui ao Pulo do Lobo Há muitos muitos anos. È um sítio muito fora do vulgar. Estive lá pouco tempo: soube a pouco. Era giro fazer-se uma excursão!
Clotilde

M.A. disse...

Pois, amiga Clotilde, avancemos sem medos nem hesitações! Penso que daqui até lá e volta será um pouco violento, em especial pela parte de estrada que fica mais próxima do local mas, dos fracos não reza a história...

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização