Como tudo começou

19/11/09

O CONVENTO DE MAFRA



«Mandado edificar por D. João V em 1711 é o mais sumptuoso convento e monumento barroco português. É o paradigma do reinado mais rico da história da Portugal, graças ao ouro vindo do Brasil.

video

O convento foi construído pelo Rei “Magnânimo” para cumprir a promesa que havia feito caso tivesse um descendente para ocupar o trono. Insere-se no denominado barroco joanino, numa articulação harmoniosa de três componentes distintas: palácio real, convento e igreja. O projecto original de Johann Friedrich Ludwig previa apenas espaço para 13 frades, passando mais tarde a ter capacidade para 3oo frades, a família real, o patriarcado e a corte. O convento foi ocupado pelos Franciscanos que desenvolveram a farmácia e a enfermaria, enquanto que os outros ocupantes deste convento, os Dominicanos desenvolveram a biblioteca. Actualmente, a maioria do convento é ocupada por uma unidade militar, no entanto, ainda se podem ver as celas dos frades, a enfermaria, a farmácia e a cozinha.
A longa fachada é ladeada por dois grandes torreões quadrados. Ao centro, a basílica, entre duas torres, é antecedida por grande escadaria. O interior da igreja, onde mais se sente a influência clássica, é de uma nave, decorada com mármores de várias cores, com alta abóbada de berço e cruzeiro com grande cúpula. A acentuar a sua grandiosidade, salientamos a presença de estatuária monumental, de mestres portugueses, franceses e italianos. São ainda de destacar, no mesmo conjunto monumental, o palácio, o Museu, a Biblioteca conventual e a Tapada.»

Este texto faz uma apresentação resumida do Convento de Mafra. Trata-se, uma vez mais, de um pps que se converteu em vídeo para poder ser aqui mostrado. A razão de este resumo ser apresentado em separado deve-se facto de se tornar assim, mais cómoda a sua leitura.
Este pps foi recebido num mail e vinha sem quaisquer créditos. A sua transformação foi feita pelo Fernando, a quem agradecemos.

M.A.

1 comentário:

Quica disse...

Visitei o convento de Mafra quando andava na escola, lembro-me da sensação que tive, um monumento muito grande.

Gostava de voltar para o apreciar devidamente.

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização