Como tudo começou

01/03/12

OS ANIMAIS DE NOVO AQUI PRESENTES

Sting e Zara


Sem dúvida que, de vez em quando, eu lá caio na tentação de falar dos nossos amigos de quatro patas e, não vos minto, dizendo que é sempre com prazer que o faço.
Surgiu há pouco tempo,enviado por um amigo, no meu pc,  um comovente vídeo onde são mostrados reencontros de cães com os seus donos, regressados de uma missão militar num país distante. Foi impressionante ver como, sem palavras, apenas com expressões de carinho e alegria aqueles animais mostravam a sua  satisfação por reverem aquele dono que de um momento para o outro se afastara deles, sem que lhes fosse dado, mesmo, perceber porquê. Apenas contou para eles o regresso daquele ser humano ao seu convívio e tudo o mais foi esquecido.

video
Numa escala “mais caseira”, a semana passada eu vivi também momentos semelhantes. Precisei de me deslocar a casa da filha, onde não ia já há algum tempo e, mal entrei a porta, fui literalmente “abalroada por dois bulldozers de cor preta”. Eram oito patas em turbilhão, dois focinhos desenfreados em empurrões e lambedelas, tudo acompanhado com latidos de satisfação em vários tons . Resolvi, pura e simplesmente, submeter-me, ajoelhar-me no chão e entrar na confusão canino-humana, usufruindo, em pleno, daquela recepção tão espontânea. De pé, a empregada doméstica, uma caboverdeana cuja pele escura contrasta com “a brancura” dos sentimentos que vem demonstrando há já vários anos, abria-se num sorriso bem humorado, acredito que... divertida com a pouca compostura da mãe da sua patroa…

Quem venha acompanhando este blog já percebeu que estive a falar da Zara e do Sting, que, nascidos em 2008 no Alentejo, “emigraram” depois para cá. Quem os desconheça ou queira recordar quem são, faça favor de clicar aqui para entrar na história deles.
Entretanto, deliciem-se com mais este vídeo que recebi num e-mail.
M.A.

4 comentários:

Quica disse...

Se há felicidade no mundo, estes dois sortudos encontraram-na.

Tudo neles brilha. É um prazer ver as fotografias que a MA compartilha connosco.

Zé disse...

O amor que estes cães demonstram estende-se à minha Maria (que os adora!) pois, um dia destes, tendo ela caído aqui em casa enquanto estava sozinha, não saíram de junto dela, lambendo-a e ganindo até que ela ...."voltasse à posição normal"! Contou-me ela, com lágrimas nos olhos!! :)

Joana disse...

Não há nada nem ninguém que demonstre tamanha felicidade pelo simples facto de nos voltar a ver entrar em casa depois de mais um dia. . ! =)

M.A. disse...

Sortudos, sem dúvida, mas são tratados dentro das normas que competem aos canitos.
Recebem carinho mas, como disse a Joana, devolvem com juros altos.
Quanto à Maria, essa atitude dos quatro patas mostra como ela os trata também bem.

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização