Como tudo começou

12/09/08

MICHELLANGELO ESCULPIU QUATRO PIETÁS


Michellangelo Buonarroti, o tão conhecido artista escultor e também pintor italiano, nasceu em Caprese em 1475 e veio a falecer em 1564 . Muitas foram as esculturas que nos deixou, mas, curiosamente é a pintura do tecto na Capela Sixtina , de que as as pessoas falam, em primeiro lugar, associando-a ao seu nome. Hoje, irei apenas referir-me às suas quatro famosas Pietàs (Piedades) que executou ao longo da sua vida.



Começarei pela que se tornou mais divulgada já que se encontra na Basílica de S. Pedro do Vaticano e que foi esculpida quando o artista tinha apenas 23 anos: A “Pietà Vaticana” ou “de S.Pedro”. É feita em mármore branco de Carrara e as figuras de Maria e seu Filho são elaboradas de forma minuciosa e delicada e bastante expressivas. Dado ter sofrido um atentado, com um martelo, em 25 de Maio de 1972, após o necessário restauro, passou a estar resguardada atrás de uma cx. de vidro à prova de bala o que impede que se veja de uma forma perfeita. Esta Pietà é a única que se encontra assinada.


A segunda é a que é denominada “Pietà de Palestrina”. Encontra-se na Galleria dell’ Accademia, em Florença e é igualmente feita em mármore de Carrara, desta vez amarelo. Tomou este nome pelo facto de ter estado algum tempo no túmulo do Cardeal Barberini, na Igreja de Santa Rosália, na localidade de Palestrina, cerca de Roma. Há dúvidas em relação ao autor, pelo facto de não terem aparecido documentos da época que a mencionem. Diz-se também que Michellangelo a terá começado mas foi continuada depois por outro escultor.


A terceira, a “Pietà Bandini” ou do “Museu dell’ Opere del Duomo”, encontra-se, igualmente em Florença. É, tal como as outras, feita em mármore e tem a particularidade de Cristo estar amparado por uma figura masculina, José de Aritmeia, aquele homem rico, de quem nos fala a História Sagrada, que terá ido pedir a Pilatos o corpo morto de Cristo, para o sepultar. Diz-se ainda que este rosto será também um auto-retrato de Michelangelo e que ele destinaria este grupo escultórico ao seu próprio túmulo. Esta obra foi feita cerca de 1557, quando a idade do artista rondava já os 82 anos. Esta peça está inacabada porque o autor, em dada altura, talvez insatisfeito, decidiu destruí-la, quebrando-a. Estes fragmentos foram guardados e, mais tarde, comprados por Francesco Bandini. Um pupilo de Michellangelo, Tibério Calcagni foi quem a restaurou e, diz-se que foi também ele quem executou, de raiz, a figura de Maria .Madalena que se vê à esquerda. Por mim, que tive a oportunidade de ver, bem de perto, no local, esta Pietà, achei-a de um dramatismo e expressão invulgares!


Finalmente temos a “Pietà de Rondanini” que se encontra no Castelo Sforzesco em Milão. Também feita em mármore, apenas com duas figuras como a primeira e nota-se, perfeitamente, que está inacabada. Sabe-se que Michellangelo trabalhou nela até poucos dias antes da sua morte. Encontrada no seu atellier foi , mais tarde, em 1744, vendida à família Rondanini, daí o ser conhecida por este nome.
Ficaram assim a saber, muito resumidamente, a história das quatro Pietàs deste consagrado artista italiano e viram também a foto de cada uma delas.

1- Pietà Vaticana ou de S. Pedro
2- Pietà de Palestrina
3- Pietà Bandini
4- Pietà Rondanini

M.A.

7 comentários:

O Profeta disse...

Uma réstia de luz no crepúsculo
Uma súplica presa na brisa
Um caminho sem fim
Pela terra da tua lembrança


Convido-te a ver o diadema da Noiva do Mar

Bom fim de semana


Mágico beijo

elvira carvalho disse...

Gostei do post. A Pietá, que simboliza a Nª Sra da Piedade, de quem somos devotos, e que meu marido escolheu para madrinha de baptismo. Tenho uma cópia da Pietá mais conhecida, em Marfinite, pintada por mim.
Um abraço e um bom fim de semana

M.A. disse...

Elvira de Carvalho:
Obrigada pelo abraço e pelos votos de fim de semana que retribuimos para si. Uma vez que gostou do post, peço-lhe que esteja atenta porque voltaremos ao tema numa outra variante.
Bem haja pela visita e volte sempre.

Ana Oliveira disse...

Como sempre que aqui venho há algo para apender,numa escrita cuidada, numa lição fácil de apreender.
Obrigada

Beijos
Ana

M.A. disse...

Ana Oliveira:
Bondade a sua na forma como nos trata. Connosco fica a satisfação de ter ido ao encontro do seu gosto e, possivelmente, do de alguns outros leitores. Bem haja e volte sempre!

M.A. disse...

Ao Profeta estamos a agradecer o que supomos ser uma primeira visita a este blog que o recebe com toda a simpatia. Já fomos até junto da sua Noiva do Mar, como nos aconselhou. E não ficamos só por aí...Vimos boas fotos, bons textos e acreditamos estar em presença de alguém que gosta bastante de poesia. Bem haja pelo convite e volte sempre.

Francisca disse...

Gostei imenso do que li sobre este grande artista.
Todos os dias temos o previlégio de acompanhar os temas escolhidos, pelas duas grandes impulsionadoras do blog.
O meu contributo é o mais fácil; estar em frente do monitor a ler e a comentar.

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização