Como tudo começou

25/09/08

POMBO CORREIO, O MENSAGEIRO DA HISTÓRIA

(Clique para ampliar)

Sempre modesto leal e dedicado, o pombo correio foi protagonista de muitos e diversos episódios da História da Humanidade, desde tempos imemoriais até ao Sec XXI.

Ave sensível e pacífica, de voo sereno e alegre, o pombo foi visto como uma ave sagrada por alguns povos e enaltecido por outros como animal protector. A pomba é hoje universalmente conhecida como símbolo da paz.
Darwin afirmava que o pombo doméstico já é mencionado durante a 5ª dinastia egípcia, ou seja 4.000 anos antes da nossa era. Mas, de facto, ninguém sabe dizer com certeza quando é que o pombo foi domesticado e utilizado pelo homem como portador de mensagens. Mas, sabe-se, que já Salomão mandou espalhar pombais por vários sítios do seu império para assim ser informado rapidamente do que se passava. Por sua vez, os gregos, que tinham aprendido com os caldeus e com os israelitas as vantagens dos pombos mensageiros, organizaram serviços de correspondência que lhes permitiram passar informação entre locais distantes. Esta rede era particularmente relevante durante os jogos olímpicos, para comunicar os resultados das competições. Dois mil e quinhentos anos depois, nas primeiras décadas do Sec.XX, quando o futebol se estava a implantar, também foram usados os pombos correios para comunicar resultados dos desafios.
Na 1ª Grande Guerra (1914/18) o estabelecimento de comunicações atravez dos pombos foi imprescindível. E na 2ª Guerra Mundial (1939/45) os serviços do Pacífico da BBC difundiram uma palestra em que se disse, a dado passo:” É um pouco irritante pensar que nestes dias de maravilhas científicas, especialmente no que diz respeito às comunicações globais via rádio, ainda dependamos tanto do simples facto de uma certa ave, cinzenta, pequena e elegante, estar sempre a querer ir para casa”.
A conveniência do emprego destas aves para a troca de informações também não passou despercebida em Portugal.
Em 1880 foram construídos os primeiros pombais militares, constituindo uma rede de apoio ao telégrafo. O primeiro foi instalado na Penha de França, em Lx. Até 1898 foram criados pombais em Elvas, Tancos, Ajuda, Setúbal, Vendas Novas, Coimbra, Viseu, Mafra e Évora. E também em Angola, Moçambique e Guiné.
Fazer a história do pombo-correio é desfiar um extenso rosário de episódios de todos os matizes. É também uma forma de percorrer múltiplos acontecimentos marcantes da História Universal.

Nota - Penso que hoje em dia o pombo correio está já “dispensado do serviço militar”, sendo a sua missão apenas civil. É utilizado nos concursos de columbofilia, onde vamos encontrar milhares de entusiastas que continuam a fazer dele o seu animal de estimação. Ouvi, em tempos, um columbófilo designá-los, curiosamente, como atletas voadores!

Excerto de um artigo, não assinado, publicado na revista do Club do Coleccionador
.

M.A

9 comentários:

Gi disse...

Este post traz água no bico. ;)

Nunca mais me esqueço daquela história do pombo. :))))

Fatima disse...

Nest post os columbófilos deviam comentar...comentar...comentar....

Fatima disse...

Nest post os columbófilos deviam comentar...comentar...comentar....

M disse...

Por acaso, acho muito curioso a capacidade de orientação dos pombos... nunca estive muito dentro disto da columbofilia, mas acho fantástico o modo como eles sabem onde têm que ir e para onde voltar...

M.A. disse...

Respondendo a "m":

Permita-me que faça uma rectificação quanto à duvida que coloca no seu comentário. O pombo não faz viagem de ida e volta. É transportado e largado num local qualquer e, é então,que faz o regresso, voando, até ao seu pombal.

Fernando disse...

Sobre os pombos-correio muito haveria para dizer. É imensa a quantidade de manuais, falando sobre a sua criação, características, alimentação, cuidados diários, cuidados de saúde, seu treino, etc. etc.
Há em Portugal perto de 20.000 Columbófilos filiados, sendo o 2º desporto federado, depois do futebol.
Portugal tem grandes pergaminhos neste Desporto, tendo sido já Campeão Olímpico!
Há em Mira (Portomar) um Columbódromo - Gaspar Vilanova - onde todos os anos, no mês de Julho, se realizam diversos campeonatos com a presença de Pombos dos 4 cantos do mundo, dado o prestígio internacional a que o evento se alcandorou, sob Organização da F.P.de Columbofilia que tem a sua Sede em Coimbra.
O seu prestígio é tal que o Presidente da nossa Federação é o Presidente da Federação Internacional.
Neste momento, imensas Escolas têm os seus pombais, onde os Jóvens ocupam alguns dos seus tempos livres, em alternativa à ociosidade geradora de tantos vícios.
Pretendi, com este comentário, mais do que falar sobre o Pombo, dar-vos a conhecer a dimensão que este Desporto tem em Portugal.

Anónimo disse...

Sou columbofilo e apoio qualquer pessoa a criar esses animais!!!Já criei muitos tipos de animais mas nenhum é tão fascinante como os pombos "correio"!!!Aqui na minha cidade tem pombos que voaram 1350 km aéreo (aéreo não rodoviário) ou seja, é como se vc viajasse de avião sem fazer curvas, se fosse calculado a quilometragem rodoviária, creio que passariam dos 1600 km fácil!!!

silvio disse...

gostaria de saber se alguem me sabe dizer se o pombal da ajuda, o que está dentro do quartel da GNR é o que se fala que foui construido ate 1898?obrigada

M.A. disse...

Silvio:
Obrigada pela sua vinda ao blog. Com muita pena minha não possuo elementos para o elucidar sobre a pergunta que faz.

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização