Como tudo começou

01/10/08

TELEMÓVEIS E COMPUTADORES


Se nos detivermos a pensar na mudança que os telemóveis e computadores efectuaram nas nossas vidas, por certo que nos admiramos com o incremento que tudo isto tomou e a forma como nos fomos tornando dependentes de tais objectos.

Quanto aos telemóveis, parece que já ninguém consegue despegar do ouvido aquele brinquedo e, há mesmo quem ache que precisa de mais do que um na carteira!
No que respeita aos computadores, digamos que, é já uma “ferramenta”de uso diário com a qual, se houver também ligação à Internet, se pode tirar um partido infinito.
Mas, não deixa porém de ser preocupante o facto de toda esta maravilha da técnica ser por vezes também aproveitada num sentido distorcido, digamos mesmo, reprovável. Todos os dias, conhecemos exemplos do mau uso que, a coberto de um certo anonimato, também se faz dos computadores:
Seja a procura da pornografia, por vezes mesmo a infantil; seja o intercâmbio de jogos amorosos e relacionamentos mais ou menos duvidosos ( tantas vezes dirigidos a crianças) mas que servem para alimentar mentes distorcidas; sejam as compras que aliciando menores e, mesmo outras, dirigidas a adultos, tantas vezes resultam em burla e os leva a calarem a vergonha; sejam as múltiplas manigâncias com vista a copiar dados de cartões de crédito; enfim, o leque daquilo que, a este respeito, se vai lendo na imprensa, ouvindo nos noticiários, ou, simplesmente nas conversas entre amigos é bem variado e sempre cada vez mais sofisticado nos processos utilizados .
Todos os que ainda fazem questão de manter um mínimo de bom-senso, certamente lamentam esta realidade mas, pouco mais podem fazer que recusarem-se a entrar na mesma onda. Consiga cada um é ter a cabeça assente para saber o terreno que pisa e fazer a escolha acertada!
Tudo isto me ocorreu, depois de ter recebido um mail curioso que, com um certo humor, retrata situações correntes, divertidas sobre o uso do telemóvel e computador, mas que, ao mesmo tempo, são uma chamada de atenção para alguns exageros em que, nós todos, vamos caindo:

PODES ESTAR A FICAR UM TANTO LOUCO QUANDO:

1. Envias um e-mail ou usas o GTalk para conversar com a pessoa que trabalha na mesa ao teu lado.

2. Usas o telemóvel na garagem de casa para pedir a alguém que te ajude a levar as compras.

3. Esquecendo o telemóvel em casa, (coisa que não tinhas há 10 anos atrás), ficas apavorado e voltas atrás para o ir buscar.

4. Levantas-te de manhã e ligas o computador antes mesmo de tomar o café.

5. Conheces o significado de tb, qd, cmg, mm, dps, k, ...

6. Não sabes o preço de um envelope comum.

7. A maioria das piadas que conheces, recebeste por e-mail (e ainda por cima ris sozinho...).

8. Dizes o nome da tua empresa quando atendes ao telefone em tua própria casa (ou até mesmo o telemóvel!!).Digitas o '0' para telefonar desde tua casa.

10. Vais para o trabalho quando está a amanhecer e regressas quando anoitece.
11. Quando o teu computador pára de funcionar, parece que foi o teu coração que parou.

11. Estás a ler esta lista a concordar com a cabeça e a sorrir.

12. Estás tão interessado na leitura que nem reparaste que a lista não tem o número 9.

13. Retornaste à lista para verificar se era verdade que faltava o número 9 e, nem viste que há dois números 11.

14. E AGORA ESTÁS A RIR DE TI MESMO…

15. Já estás também a pensar para quem vais enviar esta mensagem.

16. Provavelmente agora vais clicar no botão 'Reencaminhar'... É a vida...Que mais poderias fazer?...
………………………………

P.S. Bom, eu, em vez de ter feito o ‘reencaminhar’, apressei-me foi a copiar esta lista para a dar a conhecer aos nossos leitores. Espero que a tenham achado divertida.
M.A.

6 comentários:

francisca disse...

O progresso tem destas armadilhas,automatizamos o nosso raciocínio.

Laura disse...

Olá, nem mais!...
isto da maquineta foi um achado para comunicar na maior com o mundo ouvinte, já que o meu é silencioso... é d euma alegria sem par, ajuda-me a receber recados e mimos dos filhos, noticias agora que um está longe e assims eid e tudo sem precisar de telefonar, mando mensagens pelo telelé também, enfim, isto foi o melhor que me aconteceu, pena nem todos os surdos terem acesso ou saberem manejar a maquineta, os meus filhos ensinaram-me, gozaram-me na maior e à brava, claro que na brincadeira, mas, aprendi aos 50 a usar o pc e pelos vistos não me siao mal...
Benditos telelés , maquinetas e tudo o que vá aparecendo, pois a mim fez-me muito bem..jinho grande da laura..

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O problema do telemóvel e do computador são os excessos de uso. Tal como o álccol, quando consumidos moderadamente são muito benéficos para o nosso bem -estar, mas o excesso torna-nos dependentes.

M.A. disse...

Para a Laura:

Pois, também acho que a "maquineta" no seu caso veio dar uma óptima ajuda e ainda bem. Quando um dia achei que estava a ser "ultrapassada" pelos meus netos pequenos também resolvi ir aprender a mexer nestes brinquedos. Nunca é tarde para aprender algo de diferente.
Tal como também diz o Carlos Barbosa de Oliveira o mal está nos excessos.

Pepper disse...

Eu não consigo viver sem telemóvel!!!

Lol...

É um facto!

Fatima disse...

Habituei-me a viver e a conviver com ambos, mas às vezes apetecia-me que nem um nem outro existisse!
São uns controladores, e eu gosto de ser livre!

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização