Como tudo começou

02/03/09

ÁLVARO CUNHAL- DESENHOS FEITOS NA PRISÃO


Figura política de primeiro plano no nosso País, Álvaro Cunhal deixou-nos igualmente trabalhos seus, na área da escrita e das artes plásticas.


O meu intuito de hoje é mostrar alguns dos desenhos que ele fez durante o tempo em que esteve preso,( por divergências com o Governo de então) primeiro na Penitenciária de Lisboa e, mais tarde, no Forte de Peniche..

Sabe-se que entre 1949 e 1951 não lhe permitiram ter acesso a qualquer material de desenho, ou de escrita, portanto, estes desenhos, apenas começaram a ser executados em 1951 e vão até 1959. Por uma questão de controlo, as folhas de papel que lhe eram entregues levavam a rubrica do chefe dos guardas, o que deu motivo a que, em alguns dos seus desenhos, além da sua assinatura apareça também a outra que refiro atrás.
Claro que esta será apenas uma pequena amostra desta série que foi publicada em álbum, pela primeira vez em 1975.



Os desenhos são todos feitos a lápis, não têm título e alguns também não estão datados.
Mostram-nos geralmente figuras do povo, de feições muito expressivas e dramáticas. No entanto, as suas figuras de mulher embora igualmente com uma carga dramática forte, nos seus rostos, não perdem feminilidade na forma como o autor desenhou os seus corpos. Digamos que mesmo igualando homem/ mulher no tema, trabalho, coragem, luta, sobrevivência, Cunhal não deixa de manter esta com certa graciosidade no traço com que a define, sobre estas folhas de papel.
A foto que abra o post é de Dias dos Reis e mostra os desenhos expostos no Forte de Peniche.
Todas as outras são da autora deste post.

1ª- Datada de 28 de Outubro de 51
2ª- “ “ 5 de Maio de 54
3ª- “ “ Janeiro de 56
4ª- “ “ Julho de 58
5ª- “ “ Julho de 58
6ª- “ “ Setembro de 58
7ª- Não tem data.

M.A.

3 comentários:

pedro oliveira disse...

Sem dúvida um homem marcante no séc XX.Podemos não concordar com o seu ideário, mas a riqueza da sua coerência e obra que nos deixou,merecem ser enaltecidas.

M.A. disse...

Pedro Oliveira:
Subscrevo inteiramente as suas palavras, sem lhe alterar uma vírgula sequer.

Quica disse...

Ao passar umas férias perto de Peniche, fui visitar o forte.
Estive na zona onde Alvaro Cunhal esteve preso.
O isolamente que lhe impuseram, faz-nos pensar que só uma personalidade muito forte como a dele,foi capaz através da escrita e do desenho preecher os momentos de solidão.
Nunca consegui encontrar estes desenhos do post, tenho outros que foram adquiridos numa festa do Avante.

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização