Como tudo começou

31/08/09

MONUMENTO AOS DESCOBRIMENTOS


O Monumento aos Descobrimentos, popularmente conhecido como Padrão dos Descobrimentos, localiza-se na freguesia de Belém, na cidade e Distrito de Lisboa, em Portugal.
Em posição destacada na margem direita do rio Tejo, o monumento foi erguido para homenagear os elementos envolvidos no processo dos Descobrimentos Marítimos Portugueses

video

Em 1940, o Padrão dos Descobrimentos foi erguido, a título precário, em gesso, por altura da Exposição do Mundo Português. Em 1960, por ocasião das Comemorações do 5.º Centenário da Morte do Infante D. Henrique, o monumento foi reerguido em betão armado e pedra rosal de Leiria.O Padrão apresenta as seguintes dimensões: altura acima do terreno 50m; 20m de largura; comprimento 46m; área de ocupação 695m2 e profundidade média das estacas – fundações 20m.
Este monumento homenageia os navegadores portugueses e todos aqueles que, de alguma forma, se encontram ligados aos descobrimentos. O Padrão simboliza um barco pronto para navegar, com a estátua do infante D. Henrique no lugar mais destacado. Atrás deste, de cada lado, estão representadas 16 personagens históricas.

As figuras localizadas do lado do espelho de água (oeste) são: o infante D. Fernando, Gonçalves Zarco, Gil Eanes, Pêro de Alenquer, Pedro Nunes, Pedro Escobar, Jacome de Maiorca, Pêro da Covilhã, Eanes de Azurara, Nuno Gonçalves, Camões, frei Henrique de Carvalho, frei Gonçalo de Carvalho, Fernão Mendes Pinto, D. Filipa de Lencastre (Única figura feminina presente) e o infante D. Pedro.
No lado oposto (poente) encontram-se: Cristóvão da Gama, S. Francisco Xavier, Afonso Albuquerque, António Abreu, Diogo Cão, Bartolomeu Dias, Estêvão da Gama, João de Barros, Martim Afonso de Sousa, Gaspar Corte Real, Nicolau Coelho, Fernão de Magalhães, Pedro Álvares Cabral, Afonso Baldaia, Vasco da Gama e D. Afonso V. Todas as figuras têm 7m de altura, à excepção da do infante D. Henrique, que tem 9m.

O monumento tem a forma de uma caravela estilizada, com o escudo de Portugal nos lados e a espada da Casa Real de Avis sobre a entrada. D. Henrique, o Navegador, ergue-se à proa, com uma caravela nas mãos. Em duas filas descendentes, de cada lado do monumento, estão as estátuas de heróis portugueses ligados aos Descobrimentos. Na face ocidental encontram-se o poeta Camões, com um exemplar de Os Lusíadas, o pintor Nuno Gonçalves com uma paleta, bem como famosos navegadores, cartógrafos e reis.

A norte do monumento uma rosa-dos-ventos de 50 metros de diâmetro, desenhada no chão, foi uma oferta da África do Sul em 1960. O mapa central, pontilhado de galeões e sereias, mostra as rotas dos descobridores nos séculos XV e XVI.
O interior do monumento tem sete pisos (existe um elevador que vai até ao sexto andar) dedicados a auditório, sala de projecções, bar, exposições e terraço com vista panorâmica sobre a praça do império, Belém e o rio Tejo.Uma das mais interessantes perspectivas do monumento pode ser observada a partir de oeste, à luz do pôr do sol.
A cave é usada para exposições temporárias.

Inicialmente, o Padrão dos Descobrimentos ficou na posse da Administração do Porto de Lisboa, que o cedeu à Câmara Municipal em 1962. Em 1985, foi inaugurado como Centro Cultural das Descobertas e, actualmente, é gerido pela EGEAC.

Fonte, entre outras:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Monumento_aos_Descobrimentos
PPS formatado por Anabela de Araújo e gentilmente cedido para esta apresentação
Conversão para vídeo de F.R.
M.A.

6 comentários:

Fernando disse...

Feliz ideia a de inserir o Padrão dos Descobrimentos neste Blogue, continuando, assim, na divulgação de Cultura.
Uma palavra de agradecimento a Anabela de Araújo pela sua colaboração.

Anónimo disse...

Este blogue está sempre surpreendendo com bom postes.
Continuem, parabéns,

Anónimo disse...

"Cultura na SIMECQ"! Bem hajam pelo vosso entusiasmo, sabedoria e partilha de conhecimentos. Um abraço do vosso sempre atento admirador,
Filipe @lmeida (Teatro na SIMECQ)

Anabela disse...

É-me sempre muito gratificante a partilha e o resultado está à vista.
Parabéns ao Fernando, à "M.A", ao blogue!
Foi um prazer colaborar com o Fernando, Homem correcto e digno.
Continuação de sucesso para o blogue!
Abraço da
Anabela

M.A. disse...

Ao Fernando, ao Anónimo ao Filipe@lmeida e à Anabela uma palavra de agradecimento pelas palavras deixadas. São bastante gratas as visitas ao blog, documentadas no contador das mesmas mas, mais ainda se acompanhadas de comentários simpáticos ao que por aqui vai aparecendo. É nossa intenção continuar a apresentar um trabalho honesto e que possa ter também algum interesse. Tentamos variar os temas de modo a abranger um leque de leitores igualmente diversificado. Apareçam mais vezes! Bem haja a todos.

Fatima disse...

Se a construção deste lindo monumento foi importante para a história de Portugal, a realização este post por esta equipa maravilha, não se ficou atrás.

Parabéns a todos!

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização