Como tudo começou

14/05/10

PASTÉIS DE BELÉM


Quem, encontrando-se em Lisboa, vier visitar o Mosteiro dos Jerónimos e não for ali ao lado provar também os Pasteis de Belém será, digamos assim, como ir a Roma e não ter visto o Papa!

Diz a história que se começaram a fabricar em 1837, justamente no Convento e, até hoje a fama desta guloseima mantém-se viva, prometendo seguir por muitos mais anos ainda. Mas, para saber realmente tudo, em pormenor, faça favor de clicar aqui.

Não se pense que apenas os portugueses os conhecem; desde há muito que a sua fama atravessou também fronteiras! Se alguém disso duvidar basta-lhe chegar perto da Fábrica e seu local de venda, para reparar, seja qual for a hora do dia, nas longas filas de turistas que ali se formam, no intuito de os provar, quentinhos e bem polvilhados com canela e açúcar.

video

Apresentamos um vídeo que mostra as instalações desta antiga Fábrica e Pastelaria, decorada com bonitos azulejos azuis e brancos e onde se podem ver, também, alguns dos antigos utensílios usados para a confecção destes pastéis. Quem sabe se isto poderá ser mesmo um aliciante convite para que, quem nos leia e viva fora de Lisboa, programe, desde já, uma visita à capital!
M.A.

3 comentários:

Quica disse...

Sâo deliciosos. A dificuldade é encontrar um lugar para nos sentarmos a beber um chá. É impressionante a quantidade de gente que acorre àquele local para comer os afamados pastéis de Belém.

Júlio disse...

Já tenho saudades deles... Há muito tempo que não desço tão a Sul... :(

M.A. disse...

Quica e Júlio:

Pois será tempo de vir provar um destes pasteis! De salientar que a qualidade deles se tem tem mantido sem adulterações. Voltem sempre ao blog que o gosto será nosso. Gratas.

Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense

Localização

Localização
Localização